Fim de semana com massa de ar quente e seco deixa céu ensolarado

Autor: Simões Filho Online

Publicada em


As condições do tempo previstas para os próximos dias na Bahia, que inclui o último final de semana de fevereiro, não deverão ter mudanças significativas, principalmente, em relação às chuvas. Pois, a massa de ar quente e seco volta a ganhar força, o que deverá manter reduzida a nebulosidade e as chances de ocorrer chuvas na maior parte do Estado. É sempre bom lembrar que esse sistema já vem atuando desde o início desse mês, resultando, assim, num significativo déficit de chuvas em todas as regiões. Situação bem diferente do observado no mês anterior (janeiro), quando a combinação de sistemas meteorológicos de características distintas foi a responsável pela ocorrência de grandes volumes de chuvas, deixando esse mês com um saldo positivo.

Mesmo com a influência dessa massa de ar, ainda poderão ocorrer chuvas fracas e isoladas em algumas regiões, a exemplo do Oeste baiano, onde as temperaturas elevadas (máximas de até 36°C), somada ao aumento nos índices de umidade, deverão contribuir para sua ocorrência. Por outro lado, nas regiões mais próximas ao litoral, como o Recôncavo, Nordeste e Sul, além do calor, os ventos úmidos vindos do Oceano Atlântico é que poderão aumentar a nebulosidade, bem como, as chances que essas chuvas ocorram.

Nas regiões da Chapada Diamantina, São Francisco, Sudoeste e Norte, onde a massa de ar está atuando com mais intensidade, o predomínio é de céu parcialmente nublado a claro, mas com poucas chances de chuvas.

Assim como em outras localidades próximas ao litoral, na cidade de Salvador e região metropolitana, as maiores chances são de céu parcialmente nublado a claro. No entanto, as temperaturas elevadas (máximas de até 33°C) e a umidade vinda do Oceano também poderão contribuir para a ocorrência de chuvas fracas e passageiras.

Maré

Para o período entre os dias 26 (sexta-feira) e 27 (domingo), a maré deverá atingir sua altura máxima no período entre as 05h30 e às 07h30 e entre as 17h30 e às 19h30, com valores variando de 1,9 e 2,6 metros. Já as alturas mínimas deverão ser registradas no período entre às 23h30 e à 01h30 (do dia seguinte) e entre as 11h30 e às 13h30, com valores variando de 0,4 a 0,8 metro. As ondas previstas para esse período deverão ter agitação fraca, com altura máxima podendo chegar a 1,0 metro.