FINAL TRÁGICO: Pai é sequestrado na frente dos filhos e levado para execução em Simões Filho

Autor: Simões Filho Online

Publicada em


Um homem de 33 anos foi sequestrado no inicio da tarde dessa segunda-feira (24/7) em Simões Filho, município da Regão metropolitana de Salvador (RMS). A vítima, foi abordada em casa no Bairro Simões Filho 1 e levada em um carro de dados não anotados. O corpo do rapaz foi encontrado na manhã desta segunda-feira (25/7).

Era por volta de 14:30h de ontem, quando o eletricista e ex-candidato a vereador nas eleições de 2008 e 2012, Edimar Carvalho da Cruz, 37 anos, recebeu a notícia de que o irmão Edivanildo Roseno da Cruz, havia sido sequestrado. Mais que isso, os bandidos exigiam R$ 50 mil para deixá-lo vivo.

A família conta que Edivanildo Rosildo da Cruz estava em casa com seus dois filhos, de 14 e 8 anos de idade, no bairro Simões Filho 1, por volta das 14h, quando foi sequestrado por quatro homens fortemente armados. Ainda segundo o familiar, a vítima foi colocada em um veículo e levado pelos sequestradores. Os filhos de Edivanildo presenciaram todo a ação.

“Os sequestradores deu prazo de até ás 18h de ontem para que a família pagasse o resgate no valor de R$ 50 mil. Como eles viram que a gente não tinha condições baixou para R$ 30 mil”, contou Edimar ao Simões Filho Online.

Desesperados, familiares começaram a ligar um para o outro filho e, com a ajuda de amigos, começou as buscas pelo rapaz sequestrado, divulgando fotos nas redes sociais. A família chegou a procurar o Departamento de Homicídios e Proteção a Pessoa (DHPP) que iniciou as investigações, mas não ouvi tempo para evitar a morte do rapaz.

Na manhã de hoje a família recebeu uma ligação informando que o rapaz já estava morto. “Eles disseram que ele tinha entrado pelo ralo”, disse Patricia, que também é irmã da vítima. O corpo de Edivanildo foi encontrado com marcas de tiros na Rua Boa Esperança, no Parque São Bartolomeu, em Ilha Amarela, que fica localizado entre o bairro de Pirajá e a Enseada do Cabrito, no Subúrbio Ferroviário de Salvador.

Edivanildo morava com a esposa e seus dois filhos, no Bairro Simões Filho 1, em um dos apartamentos do Minha Casa, Minha Vida, Residencial Alvorada. No momento do sequestro, a esposa dele estava no trabalho. O rapaz estava frequentando uma igreja no Bairro Ponto Parada, mas se afastou por alguns dias por causa do futebol. “Toda a família está muito abalada com essa notícia – não sabemos porque fizeram isso com ele”, lamenta Edimar.

O corpo de Edivanildo foi encaminhado para o Departamento de Polícia Técnica (DPT), em Salvador, onde foi submetido à perícia e deve ser liberado para a família realizar o sepultamento, que está programado para acontecer na manhã desta quarta-feira (26/7), no Cemitério São Miguel, em Simões Filho. A polícia ainda não sabe o que motivou o crime e não tem a identidade dos suspeitos.

VEJA MIAS NOTÍCIAS DE SIMÕES FILHO