Fissura em ponte na Pedra do Cavalo preocupa motoristas, mas Dnit diz que não há problema

Autor: Redação

Publicada em


Foto: leitor

Do Aratu Online, parceiro do Simões Filho Online

Por meio de nota, o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) informou que não há com que os motoristas que trafegam pela BR-101 se preocuparem. O motivo da ‘aflição’ é uma fissura sobre a ponte sobre o Rio Paraguaçu, próxima à barragem de Pedra do Cavalo, no município de Cachoeira, no Recôncavo Baiano.

A pista é um dos principais acessos a  Muritiba, Cruz das Almas e Santo Antônio de Jesus, cidades que atraem milhares de visitantes para curtir o São João.

A imagem da rachadura viralizou nas redes sociais, mas o engenheiro responsável pela rodovia disse que isso é algo “absolutamente normal”. Segundo ele, “a construção da ponte conta com juntas de dilatação para evitar a trepidação e, ao fazer o colocar o asfalto sobre o cimento, não há preocupação de dividir esses locais”.

Além disso, o profissional explica que essa divisão acontece naturalmente, por conta do movimento de carros. “Vão surgindo as fissuras, mas isso não representa nenhum dano ou risco. Todas as vezes em que há recapeamento, desaparece e surge depois”.

A ponte foi construída no final dos anos 1970 e tem, ainda, um tempo de vida que deve passar dos 70 anos, “sem nenhum problema”.