Ford participa do 1º Curso de Salvamento Veicular dos Bombeiros

Autor: Redação

Publicada em


Que os bombeiros são “quase super heróis” todo mundo já sabe, mas até eles precisam de um treinamento especial para decidir, em minutos, onde cortar o carro numa situação de acidente de trânsito. E para ajudar nessa missão, a Ford recebeu uma visita técnica dos alunos da primeira turma do Curso de Salvamento Veicular Leve, promovido pelo 12°Grupamento de Bombeiros Militares da Bahia. Os 29 bombeiros se formaram nesta segunda-feira (30), ainda mais preparados para agir em casos de salvamento de vítimas presas em ferragens de veículos.

“A visita técnica à Ford, em Camaçari, foi muito oportuna, pois possibilitou que nossos bombeiros conhecessem uma empresa que é referência mundial em tecnologia de segurança automotiva. Assim, pudemos conhecer toda autonomia veicular e os pontos de cortes que são fundamentais para uma rápida extração das vítimas em casos de acidentes, reduzindo as sequelas e possibilitando melhor sobrevida das vítimas”, ressaltou o Major Rogério Cerqueira, Comandante do 12°GBM/SALVAR. Segundo ele, a visita foi fundamental para o aprimoramento técnico do grupo.

Durante o encontro, ocorrido na última quarta-feira (25), no último dia do curso, engenheiros da Ford apresentaram quais partes do carros são mais facéis para cortar, durante um salvamento. Eles puderam conhecer o prédio de montagem das carrocerias, ver de perto como é a geometria do carro, compreender mais sobre os diferentes tipos de aços e suas características mecânicas. No Centro de Desenvolvimento do Produto, tiveram acesso a um EcoSport que participou de um crash test nos EUA e ainda puderam ver de perto uma Ranger desmontada, com os aços pintados em cores distintas para mostrar a resistência técnica de cada área do veículo.

Para Luiz Zamorano, Gerente de Carroceria e Engenharia Veicular da Ford, foi uma experiência enriquecedora. “O conhecimento que a gente compartilhou com eles vai ajudar bastante durante o trabalho de resgate, pois tivemos a preocupação de mostrar toda a estrutura da carroceria com todas as suas especificidades”, afirmou ele.

Para o Sargento Francisco Djacy Pereira, aluno da turma, mas lotado no Ceará, a visita à Ford foi surpreendente. “Eu tenho 25 anos de serviço, sendo 12 anos no salvamento veicular, mas essa foi a primeira vez que eu tive a oportunidade de visitar uma montadora de veículos para ver como o carro nasce. Aprendi coisas que nos manuais não falam”, contou ele, entusiasmado.

A coordenadora do curso, Capitã Ediruth de Jesus, elogiou a parceria e ressaltou os pontos importantes. “A visita técnica à Ford agregou conhecimento aos nossos bombeiros, tendo em vista que, durante o curso, os alunos estudaram sobre anatomia e estabilização veicular, bem como sub-técnicas e táticas sobre extração veicular para atendimento de ocorrências de vítimas presas nas ferragens. Conhecer o processo produtivo de um veículo foi muito proveitoso e a apresentação da Ranger pintada em cores distintas para representar os materiais que a compõe, em uma perspectiva da funcionalidade, foi extremamente didático”, disse ela.

Com duração de duas semanas, o curso promovido pelo Corpo de Bombeiros da Bahia teve como objetivo capacitar os bombeiros para atuar em unidades de resgate, na área de emergências médicas e fazer uso do equipamento desencarcerador para salvamento veicular.