Forro de escola recém reformada pela prefeitura desaba em Simões Filho

Autor: Redação

Publicada em


Escola Municipal Hugo Baltazar | Foto Arquivo/Simões Filho Online

Os alunos de uma escola da rede pública municipal de Simões Filho, na Região Metropolitana de Salvador (RMS) ficaram sem poder assistir aulas, nesta terça-feira (04/12), em detrimento do estrago provocado pelas fortes chuvas que assolam o município.

De acordo com uma mãe de aluno da Escola Municipal Hugo Baltazar, localizado no bairro Jardim Eldorado, região do KM-25, o forro do teto de uma das salas de aula não suportou o peso das chuvas e acabou cedendo, obrigando a direção a suspender as atividades.

Ainda segundo a mãe, que pediu para não ser identificada por medo de sofrer represálias, o que mais chama a atenção da comunidade é que a unidade estudantil foi “reformada” recentemente pela prefeitura.

“A escola passou por reforma no início do ano, é tanto que as aulas começaram mais tarde e o ano letivo foi prejudicado. Agora, com esse ocorrido e as festas de fim de ano, eles estão antecipando as provas da quarta unidade para esta semana. Minha filha hoje já teve que fazer provas, parece que eles querem encerrar o ano letivo o mais rápido possível. Amanhã minha filha terá que fazer mais duas provas as presas. Acredito que as coisas não estão boa por lá”, explicou ela com tom de descontentamento.

Também conforme relatos da cidadã, a reforma foi tão paliativa que nem mesmo o letreiro que identifica a escola foi colocado no lugar e o estrago provocado pela chuva comprova a má qualidade do serviço prestado.

“Nem a identificação da escola eles colocaram durante a reforma. Hoje eu estive lá e pude perceber a situação. As aulas foram retomadas nesta quarta, mas a sala em que ocorreu o acidente está desativada. A professora teve que pegar os alunos e colocar em outra sala de aula para poder dar continuidade ao ensino”.

Além do forro que não suportou o peso da infiltração da água que escorria pelo telhado, as salas de aula também ficaram completamente alagadas e o acesso dos alunos precisou ser bloqueado.

Os pais temem que os alunos fiquem expostos a uma situação de risco. Ainda de acordo com os pais do alunos, a direção da escola já entrou em contato com a Secretaria de Educação solicitando a visita de uma equipe técnica para avaliar as condições do prédio.

Ninguém ficou ferido com a queda do forro, pois o incidente ocorreu durante a madrugada.

Resposta da Prefeitura

O SIMÕES FILHO ONLINE entrou em contato com assessoria de comunicação da Prefeitura Municipal de Simões Filho, que por meio de nota informou que técnicos já foram ao local e constataram que “com as fortes chuvas, a calha danificou e a água ficou empossada numa parte do forro de PVC, que não suportou e cedeu”.

Ainda segundo a nota da prefeitura, o “engenheiro responsável já foi à unidade de ensino para planejar a execução da troca do forro e da calha”. A pasta também disse que não há perigo para a comunidade escolar, e que por isso, as aulas foram retomadas.

A prefeitura ainda informou que não houve queda do telhado.

Confira nota na Integra.

Referente ao questionamento do Simões Filho Online sobre as ocorrências na Escola Municipal Hugo Baltazar, no KM 25, a Prefeitura informa que técnicos já foram ao local e constataram que não houve queda do telhado. O que ocorreu foi: com as fortes chuvas, a calha danificou e a água ficou empossada numa parte do forro de PVC, que não suportou e cedeu. O engenheiro responsável já foi à unidade de ensino para planejar a execução da troca do forro e da calha. Não havendo perigo para a comunidade escolar, as aulas foram retomadas.