Funcionários da Bomix paralisam atividades em Simões Filho

.

Autor: Redação

Publicada em


Cerca de 400 funcionários da empresa Bomix, fábrica de embalagens plásticas, decidiram paralisar as atividades na manhã desta segunda-feira (04/02), em Simões Filho, na Região Metropolitana de Salvador (RMS). Segundo diretores do Sindiquímica, a greve é geral e tem como objetivo protestar contra as demissões e práticas de assédio moral.

Os trabalhadores devem voltar ao trabalho nesta terça-feira (05/02). Eles estão concentrados no portão que dá acesso à empresa, no Centro Industrial de Aratu (CIA).

O Sindiquímica informou ao SIMÕES FILHO ONLINE que, na última sexta-feira, o funcionário da empresa e diretor do sindicato, Otacílio dos Santos Filho, foi demitido apesar de possuir estabilidade por ser dirigente sindical. A demissão de Otacilio provocou indignação dos colegas de trabalho que decidiram paralisar as atividades em protesto contra a decisão da direção da empresa.

“Os funcionários denunciam também práticas de assédio moral e perseguições. Recentemente, a Bomix foi condenada pela Justiça a ressarcir valores descontados nos contracheques de alguns operadores por defeitos em baldes plásticos.e outros materiais. Outra irregularidade praticada pela empresa é pagar o vale refeição dos novos contratados  depois de três meses de trabalho e não pagamento das horas extras”, denuncia o Sindiquímica, em nota.

A reportagem do SIMÕES FILHO ONLINE tentou entrar em contato com a Bomix, mas as ligações não foram atendidas, até a publicação desta matéria.