Garota é encontrada morta com tiros na cabeça em Simões Filho

Autor: Redação

Publicada em


Uma garota foi encontrada morta com tiros de pistola na cabeça, na manhã deste domingo (28/10), em Simões Filho, na Região Metropolitana de Salvador (RMS). O caso chamou atenção pela brutalidade. A Polícia acredita que ela tenha sido torturada e morta durante a madrugada.

Uma equipe da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) iniciou a investigação. O cadáver da jovem, que aparenta ter entre 17 e 19 anos de idade, estava embaixo de uma barraca as margens da Via Periférica, próximo a Fábrica Ypê. Os investigadores da Polícia Civil constataram que havia indícios de que a garota sofreu socos e algumas perfurações provocadas por arma de fogo na região da cabeça e no olho da vítima. Ela estava vestida com uma saia jeans, blusa preta e um colete jeans azul, além de sandálias. Familiares e pessoas próximas serão ouvidas nos próximos dias no intuito de prender os autores do crime.

Em nota, a assessoria de comunicação da 22ª Companhia Independente de Polícia Militar (CIPM) confirma a veracidade do fato e informa que uma viatura foi ao local e localizou a garota sem sinais vitais. Ainda segundo a PM, a menina não tem vinculo com cidade de Simões Filho e provavelmente teve o corpo desovado no local.

Uma equipe do Departamento de Polícia Técnica (DPT) foi acionada e fez o levantamento cadavérico. O corpo da vítima foi encaminhado ao Instituto Médico Legal Nina Rodrigues, nos Barris, em Salvador. O caso deve ser investigado pela Delegacia De Homicídios e Proteção a Pessoa, com o apoio da 22ª Delegacia Territorial de Simões Filho. Os suspeitos de cometerem o crime não foram identificados, mas a morte da garota poderá ser enquadrada no crime de feminicídio.

Violência Repetida
O caso da Garota é um reflexo do que acontece em todo o País. Em Caravelas, cidade do sul da Bahia, Nayara Monteiro Mobley Scolfield Souza, de 30 anos, estava na sala da casa onde mora, localizada na rua Firmino Pereira, quando um grupo de homens chegou em um carro, entrou no imóvel e atirou na vítima. Ela morreu no local. Após a investigação da Polícia Civil, o Ministério Público da Bahia deve oferecer ainda denúncia à Justiça sobre os autores do crime