Gilberto faz 3 e Bahia vence o Fla na Fonte Nova

Autor: Redação

Publicada em


Foto Will Vieira

O Tricolor, não só voltou a marcar, como também quebrou a sequência sem triunfos no Brasileirão e derrotou o Flamengo por 3 a 0, na tarde deste domingo (4), na Fonte Nova.

O próximo jogo do Esquadrão será domingo (11), às 16h, contra o Palmeiras, no Allianz Parque.

Jogo
Bahia e Flamengo, nos primeiros 15 minutos, fizeram uma partida equilibrada. O Tricolor, aos 6, teve uma oportunidade na bola parada. Lucca cobrou falta fechada e Diego Alves, ao tentar encaixar, soltou no meio da área. Giovanni desviou e mandou para fora. Do outro lado, aos 14, Arrascaeta testou no alto e Douglas jogou para escanteio.

A partir dos 20 minutos, pai, começou a sequência de GILBERTO. Aos 20, após lindo passe de Nino Paraíba, o centroavante saiu de cara com Diego Alves e tocou no canto. Festa na Fonte Nova, porém, interrompida pelo bandeirinha. O lance foi revisado pelo VAR, que confirmou o tento: Bahia 1×0.

Aos 30, a bola foi recuada para o goleiro Diego Alves. O arqueiro do Flamengo, na tentativa de afastar, entrou nos pés de Gilberto. O camisa 9, mesmo de esquerda, finalizou rápido e ampliou o placar.

O Flamengo seguia com maior posse de bola, no entanto, era o Bahia quem mais oferecia perigo. E foi assim, em um rápido contra-ataque, que Gilberto fez o terceiro dele. O quinto no Brasileirão. A defesa tirou a bola, depois do escanteio cobrado, e Artur disparou com muita velocidade para, metros depois, servir o companheiro. Gilberto entrou na área, escolheu o canto e fez Bahia 3 a 0 no Flamengo.

Na etapa final, posicionado mais atrás, sem dar espaço ao adversário, o time de Roger Machado quase marcou o quarto gol na partida. Aos 8, troca de passes pelo círculo central e lançamento para Moisés, do lado esquerdo. O camisa 6 finalizou e Diego Alves defendeu.

O jogo seguiu sem grandes oportunidades para os dois lados. O Bahia, porém, aos 28, trabalhou muito bem a bola no campo ofensivo e novamente esteve perto do quarto gol. Ramires driblou o zagueiro, ajeitou para perna direita e obrigou uma linda defesa do camisa 1 adversário. O jogo ganhou ainda mais capítulos de emoção quando o visitante se lançou ao ataque. Aos 32, outra vez pela esquerda, o lateral Moisés passou por Thuller e mandou uma bomba. Diego Alves, de pé, defendeu.