Jovem é morto com tiros de calibre 12 e tem cabeça desfigurada dentro de apartamento em Simões Filho

De acordo com testemunhas, suspeitos entraram na casa da vítima e fizeram vários disparos, inclusive dois de espingarda calibre 12, deixando-a desfigurada.

Autor: Redação

Publicada em


Um jovem foi morto com tiros de calibre 12 dentro de um condomínio residencial, na comunidade do bairro Vida Nova, em Simões Filho, na Região Metropolitana de Salvador (RMS). O caso aconteceu dentro de um conjunto do ‘Minha Casa Minha Vida’, o Residencial Parque Universitário II na madrugada desta sexta-feira (30/11). Segundo informações da Polícia Militar, homens encapuzados e armados invadiram o local e executaram a vítima a tiros por volta das 2 horas. O homem não resistiu e morreu antes de ser socorrido e encaminhado para um hospital.

De acordo com informações da 22ª Companhia Independente de Polícia Militar (CIPM), Tássio Douglas Ferreira dos Santos, 25 anos, foi assassinado com vários disparos de arma de fogo dentro de sua residencia localizada no bloco 10, apartamento 103, no Conjunto Residencial Universitário II, no Bairro Vida Nova.

Conforme relatos de testemunhas, os atiradores chegaram ao condomínio em um veículo, invadiram o prédio onde o jovem morava e foram direto ao apartamento de Tássio. Lá, arrombaram a porta, entraram no imóvel e se depararam com o seu alvo em um dos cômodos e fizeram vários disparos de arma de fogo, supostamente revólver, e, logo em seguida, efetuaram dois disparo de espingarda calibre 12 na cabeça, deixando-a desfigurada. Os autores do crime fugiram e até a manhã desta sexta-feira, não tinham sido localizados, nem identificados, segundo a polícia.

Em nota, a PM informou que enviou uma uma viatura ao local do crime, e isolou a cena do crime. O Departamento de Polícia Técnica (DPT) encaminhou o corpo para o Instituto Médico Legal de Salvador, para exame necroscópico. Agentes da 22ª Delegacia Territorial que investiga o caso já esteve no local do crime para coleta de informações. A autoria e motivação do homicídio continua desconhecidas.

Ninguém no codomino deu informações à polícia sobre os atiradores ou a motivação do crime