Homem finge coma por 2 anos para não comparecer ao tribunal

Quando a polícia começou a investigar o roubo, o homem contou que tinha lesionado o pescoço

Autor:

Publicada em


Um britânico fingiu, por dois anos, estar em coma para evitar que fosse julgado por um crime que havia cometido, informou o elitedaily.com. Mas Alan Knight, de 47 anos, foi desmascarado quando câmeras de segurança o flagraram dirigindo seu carro e caminhando próximo a um supermercado. Segundo informações do Portal Terra, o homem, casado e pai de três filhos, havia roubado o equivalente a 64 mil dóalres da conta bancária de um vizinho idoso, dinheiro que, segundo o Daily Mail, foi usado no pagamento de suas férias e de um carro novo.

 

Quando a polícia começou a investigar o roubo, Knight contou que tinha lesionado o pescoço no portão da garagem e que por isso tinha ficado tetraplégico. Além disso, o problema fazia com que ele entrasse em coma de vez em quando. O homem se internou em um hospital quando foi convocado para o tribunal em setembro de 2012 e, novamente, em julho de 2013. A esposa do britânico, de Swansea, País de Gales, também entrou no “jogo” e começou a tirar fotos suas cuidando do marido, ligado a um cilindro de oxigênio.

 

A polícia encontrou o vídeo em que o farsante aparece caminhando após rastrear seu cartão de crédito. Ele foi considerado culpado de 19 acusações de falsificação, roubo e fraude na última terça-feira, e será sentenciado em novembro.