Idoso que dormia em imóvel que pegou fogo na Baixa dos Sapateiros está desaparecido

Autor: Redação

Publicada em


Foto: Divulgação SSP-BA
Do Aratu Online, parceiro do Simões Filho Online

Uma pessoa festá desaparecida, desde que um incêndio de grande proporção atingiu, na noite desta segunda-feira (3/9), um casarão, na Baixa dos Sapateiros, em Salvador, onde funcionava vários estabelecimentos comerciais.

Segundo informações da SSP-BA, O idoso José Hunaldo Moura de Carvalho, 85 anos, dono de uma serraria, está sendo procurado, entre os escombros, pelos Bombeiros, pois familiares informaram que ele residia, no local atingido pelo fogo.

Aschamas no local foram intensas, mas a ação rápida do Corpo de Bombeiros Militar da Bahia debelou o incêndio de grande porte nesta área comercial de Salvador. Após 2h horas de trabalho, que começou no final da noite de segunda e entrou pela madrugada de terça-feira (4/9), as chamas foram controladas, mas até a manhã de hoje (4/9), os trabalhos continuam e a região está com trânsito interditado.

O fogo atingiu dois grandes casarões, que abrigavam os estabelecimentos Belíssima Confecções, Ítalo Confecções, Vitrine Joia, Verona Kids e Serraria e Organização Carvalho. Moradores foram até o 1° Grupamento de Bombeiro Militar, na Barroquinha, e comunicaram o fato.

Por volta de 22h05min, cerca de 40 oficiais e praças iniciaram o trabalho de isolamento da área e combate ao fogo. Cinco caminhões Auto Bomba Tanque (ABT) foram posicionados na Avenida J.J. Seabra, atacando as chamas de formas frontal e lateral, e na Rua Ramos de Queiroz, atuando nos fundos dos imóveis.

Aproximadamente às 0h, depois de impedir que o incêndio se alastrasse para outras lojas e estruturas residenciais, os focos principais foram confinados com as utilizações do Canhão de Água de um dos caminhões ABT e de guarnições com Equipamentos de Proteção Respiratória (EPR). Ambulâncias e viaturas auto-rápido auxiliaram os trabalhos.

O 18° BPM (Centro Histórico), o Exército, o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e órgãos municipais deram apoio com carros-pipa, atendimento médico e bloqueios de vias.

“Mais uma vez as equipes atuaram com excelência. Assim como no incêndio da Assembleia Legislativa da Bahia, chegamos rapidamente e evitamos uma destruição maior”, declarou o comandante-geral do Corpo de Bombeiros, coronel Francisco Telles de Macêdo. O oficial acrescentou que o trabalho de rescaldo, devido a quantidade de madeira, no local, pode se repetir durante alguns dias.

Foto: Divulgação SSP-BA