Inauguração da Policlínica de Simões Filho tem data definida; veja fotos da unidade

Autor: Redação

Publicada em


A população simõesfilhense passará a contar com uma nova Policlínica Regional de Saúde. Instalada em Simões Filho,Região Metropolitana de Salvador (RMS) a décima quinta unidade deste porte na Bahia contou com investimento superior a R$ 17 milhões entre obras equipamentos e micro-ônibus que farão o transporte dos pacientes.

De acordo com as informações divulgadas pela Secretaria de Comunicação Social (Secom), a entrega da 15ª policlínica que possui 3.661 metros quadrados e atenderá a paciente dos municípios de Mata de São João, Camaçari, Dias d’ Ávila, Conde e Lauro de Freitas e Simões Filho, acontecerá próximo dia 29 de novembro, sexta-feira,às 9 horas da manhã. O funcionamento da unida estará ampliando o atendimento no estado.

Especialidades

Ao total, cerca de 75 profissionais atuarão para dar assistência à população. São médicos, enfermeiros, psicólogo, farmacêutico, nutricionista, ouvidor, assessores técnicos, assistente social, técnicos em enfermagem, técnicos em radiologia e assistentes administrativos. Com três andares, o equipamento possui uma sala especifica para o tratamento do pé diabético, complicação da diabetes que provoca o surgimento de úlceras nos pés. Na entrada, uma recepção ampla, adaptada com piso tátil,  com mais de oitenta assentos e climatizada, garantirá o conforto à população enquanto aguarda atendimento.

Serviços

A policlínica oferecerá diversas consultas e exames como ressonância magnética (com e sem contraste), tomografia (com e sem contraste), mamografia, ultrassonografia com doppler, ecocardiografia, ergometria, mapa, holter, eletroencefalograma, raio-X, eletrocardiograma, endoscopia, colonoscopia, nasolaringoscopia, colposcopia, ,histeroscopia, cistoscopia, entre outros, ligados às especialidades de oftalmologia.  A policlínica também contará com um ônibus cedido pelo Governo do Estado para levar e buscar os pacientes.

Administração

A gestão da policlínica será realizada em parceria entre Governo do Estado e os municípios que integram os consórcios. sendo que os municípios cobrirão 60% dos custos de operação onde o valor será dividido proporcionalmente ao número de habitantes de cada um deles, e o Estado ficará responsável pelos 40% restantes.

Veja fotos;