INSS: 300 mil beneficiários podem receber atrasados até o fim do ano

INSS: 300 mil beneficiários podem receber atrasados até o fim do ano
INSS: 300 mil beneficiários podem receber atrasados até o fim do ano

INSS: 300 mil beneficiários podem receber atrasados até o fim do ano. Mais de 300 mil aposentados, pensionistas e beneficiários do INSS ainda vão receber atrasados de até R$62.700 este ano.

Isso porque todo ano, a justiça libera doze lotes mensais de pagamentos de atrasados. Até o momento, a justiça já liberou seis dos doze lotes previstos. Quase 400 mil pessoas já receberam a grana.

Chamada de RPV (Requisi­ção de Pequeno Valor), essa grana é paga mensalmente aos segurados que tiveram o atrasado liberado pelo juiz até dois meses antes do pagamento do governo.

INSS: Projeto apresenta novamente a criação do 14° salário para aposentados

Os próximos lotes serão liberados em julho, agosto, setembro, outubro, novembro e dezembro. A estimativa é que cerca de 350 mil beneficiários tenham acesso a grana até o final do ano.

O lote deste mês de julho ainda não foi liberado pelo justiça. A expectativa é que novos RPVs sejam liberados até o final do mês, beneficiando cerca de 60 mil beneficiários do INSS. O pagamento de RPV demora, em média, 60 dias, contados da autuação da requisição no Tribunal.

O pagamento é feito em contas no Banco do Brasil e na Caixa Econômica Federal abertas pelo tribunal. A grana pode ser retirada pelo próprio beneficiário ou pelo advogado.

Veja como será feita a prova de vida do INSS por meio serviços online

Mas como saber se terá ou tem dinheiro à disposição?

Bom, o principal meio para descobrir é por meio da consulta à própria Justiça Federal, no TRF de sua região. Para saber o dia em que os valores serão efetivamente liberados para saque, é preciso consultar a RPV em questão.

Outro caminho para saber se tem grana a receber é consultar o Banco do Brasil ou a Caixa Econômica, bancos que pagam essas ações.

INSS: Suspensa a prova de vida de aposentados e pensionistas

Para onde vai o dinheiro de quem não sacar?

É preciso ficar atento se o seu dinheiro já foi liberado em algum lote anterior. Isso porque a lei determina que a Caixa Econômica Federal e o Banco do Brasil devolvam aos cofres da União a grana parada em contas judiciais há mais de dois anos.

Só depois que o dinheiro volta ao Tesouro Nacional é que os credores são notificados. Neste caso, para recuperar o atrasado, o credor terá que fazer um novo pedido em seu nome na vara onde o processo foi iniciado. Ele será avaliado pelo juiz, o que pode demorar.

Carta dá 60 dias para aposentados e pensionistas do INSS apresentarem documentos

A nova RPV vai conservar a ordem cronológica do pagamento anterior e a remuneração correspondente a todo o período e vai entrar na fila do próximo lote de atrasados a ser pago, seguindo o calendário do tribunal.

Atrasados do INSS | Confira os direitos de quem vai receber a bolada

  • Quem pede a revisão do benefício ao INSS ou ganha a ação na Justiça tem direito de receber atrasados pelo período de espera
  • Esses valores são as diferenças que o aposentado deveria ter recebido
  • O cálculo considera cinco anos antes do pedido mais o período até a correção

INSS: Pagamento do BPC e auxílio-doença será antecipado

Como funciona

  • As revisões devem ser solicitadas primeiramente no INSS
  • No pedido administrativo, o segurado tem a vantagem de não precisar contratar um advogado. Porém, não há prazo para uma resposta e a espera pode acabar sendo longa
  • É possível fazer o pedido na Justiça sem ter um advogado, por meio de uma ação no Juizado Especial Federal para ações de até 60 salários mínimos. Mas se houver recurso do INSS, o aposentado vai precisar contratar um profissional

Aposentados e pensionistas do INSS poderão ter 13° adiantado todos os anos

Na Justiça

Quando não há mais possibilidade de recursos do segurado e do INSS, o processo vai para a finalização dos cálculos, no setor de execução
Depois dessa etapa, a ação se torna um atrasado

Aposentados do INSS: conheça os melhores cartões de crédito para negativados

Quem tem direito

O prazo para pedir uma revisão no INSS ou na Justiça é de até dez anos
Esse tempo começa a ser contado no mês seguinte ao recebimento do primeiro benefício
Os atrasados só são liberados quando o processo, administrativo ou judicial, chega totalmente ao fim, sem qualquer possibilidade de recurso por parte do INSS

INSS recebe atestado por aplicativo e auxílio pode ser pago sem perícia

Veja mais