INSS e Caixa: Como se inscrever para pegar os R$ 200 reais do governo?

Autor: Redação

Publicada em


INSS e Caixa: Como se inscrever para pegar os R$ 200 reais do governo?
INSS e Caixa: Como se inscrever para pegar os R$ 200 reais do governo?

INSS e Caixa: Como se inscrever para pegar os R$ 200 reais do governo?

Todo mundo sabe que o ministro da Economia, Paulo Guedes, anunciou uma série de medidas para enfrentar os efeitos na atividade econômica do novo coronavírus, entre elas, uma ajuda mensal de R$ 200 para as pessoas de baixa renda. Dinheiro será pago pela Caixa e INSS.

De acordo com o ministro da Economia, Paulo Guedes, devem receber o dinheiro cerca de 20 milhões de pessoas por três meses com um custo de R$ 15 bilhões aos cofres do governo. Porém, a grande dúvida de muita gente é como se inscrever para receber a grana extra.

Quem  terá direito?

Esse projeto ainda não está valendo. Deverá ser implementada por meio de um projeto de lei, que o governo encaminhará ao Congresso e, só depois de aprovada, começará a valer.

Por enquanto, esse projeto não foi divulgado, mas o governo adiantou alguns pontos que devem estar no texto oficial. Veja o que foi anunciado até agora. Inicialmente, o ministério da economia disse o benefício emergencial será estendido as pessoas de baixa renda que perderam parte da sua renda devido à desaceleração econômica causada pela pandemia do coronavírus.

Onde receber o dinheiro?

O dinheiro poderá ser retirado em agências da Caixa Econômica Federal ou por meio de aplicativo, por quem queira evitar contato físico. O funcionário ou sistema verificará se a pessoa tem direito ao benefício. Caso não receba nenhum benefício social, o trabalhador informal vai retirar R$ 200.

Veja também: Congresso pede liberação de 2 novos benefícios de R$ 800 para ajudar a população

Quando o dinheiro será liberado?

O dinheiro deve ser liberado para saque em abril. O governo ainda vai divulgar a data de saque.

Como se inscrever?

Veja mais detalhes de como será pago o novo benefício neste link: Voucher de R$ 200 para ajudar população pode subir para R$ 300