INSS verifica mensalmente 13 situações que podem suspender benefícios

Autor: Redação

Publicada em


INSS verifica mensalmente 13 situações que podem suspender benefícios
INSS verifica mensalmente 13 situações que podem suspender benefícios

INSS verifica mensalmente 13 situações que podem suspender benefícios.

O avanço do coronavírus no país suspendeu o atendimento nas agências do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) e ainda deve afetar os planos do governo quanto à revisão dos benefícios – o famoso pente-fino.

>Como saber se é um dos 400 mil aposentados do INSS que pode sacar grana extra: veja datas

Muita gente não sabe, mas recentemente, o INSS estabeleceu a nova Estratégia Antifraude Previdenciária, que estava a todo vapor no inicio deste ano. Com este novo Sistema de Verificação da Folha de Pagamento de Benefícios o órgão espera combater às fraudes e eliminar todas as irregularidades.

>INSS alerta aposentados e pensionistas sobre informações falsas

INSS verifica mensalmente 13 situações que podem fazer benefícios cair no pente-fino: Veja abaixo quais são:

  1. Familiares recebendo indevidamente benefício de parente que já morreu.
  2. Pessoas que fraudaram o sistema para obter a aposentadoria, fornecendo informações e documentos falsos.
  3. Pensionistas que também recebem o Benefício de Prestação Continuada (BPC).
  4. Falta de Prova de Vida.
  5. Realização de Prova de Vida fraudulenta
  6. Quem está a mais de 6 meses sem revisão do benefício, no caso dos que recebem a aposentadoria por incapacidade.
  7. Dados desatualizados junto ao INSS.
  8. Valores mais altos do que os que se tem direito de fato.
  9. CPF do beneficiário não está registrado na base de dados da Receita Federal.
  10. Quem recebe o BPC, mas possui renda acima da faixa permitida.
  11. As pessoas que recebem o benefício do auxílio-doença ou incapacidade permanente, mas que apresentam condições de trabalhar.
  12. Servidores federais, estaduais e municipais recebendo BPC.
  13. Acúmulo de benefícios.

>INSS começa a pagar 13º salário dos aposentados segunda: veja o valor da segunda parcela

Convocações do Pente-fino deve continuar após pandemia
As irregularidades vão continuar sendo verificadas pelo Sistema de Verificação da Folha de Pagamento de Benefício, no entanto, o pente-fino do INSS deve continuar fazendo convocações após a pandemia do coronavírus. No inicio do ano, o órgão chegou a notificar milhares de aposentados, pensionistas e outros segurados cujos benefícios possuem indícios de irregularidades. Mas não informações sobre o que aconteceu com esse benefícios.

Essas irregularidades são encontradas através do novo Sistema de Verificação que analisa todos os benefícios mensalmente. A verificação acontece automaticamente na folha de pagamentos dos mais de 30 milhões de benefícios pagos pelo órgão. A auditoria mensal preventiva acontece em aposentadorias, pensões, BPC e auxílios.

>INSS agora permite corrigir dados do segurado por telefone

Como saber quem vai entrar na lista do Pente-fino?
Beneficiários que caem nesse pente-fino automático são notificados por meio de carta, com aviso de recebimento. Portanto, fique atento a sua caixa de correio e mantenha seu endereço atualizado junto ao órgão federal.

Recentemente, o INSS fez um alerta para aposentados, BPC e pensionistas, mantenham seus dados de contato, como endereço, telefone e e-mail, sempre atualizados. Essa atualização pode ser feita através do Meu INSS (gov.br/meuinss) ou da Central Telefônica 135, sem precisar sair de casa.

>INSS antecipa o dinheiro da segunda parcela as pessoas que pediram o BPC

Governo adiou por 120 dias pente-fino em benefícios do BPC devido à covid-19

O governo decidiu adiar por 120 dias os bloqueios de pagamentos e de suspensão de benefícios pagos por meio do BPC (Benefício de Prestação Continuada). A medida foi tomada para evitar aglomerações de pessoas e de evitar que os beneficiários do BPC se submetam a ambientes que possam expô-las à infecção por covid-19, causada pelo novo coronavírus.