Jogadores mortos no avião da Chapecoense tiveram passagem na dupla Ba-Vi

Autor: Simões Filho Online

Publicada em


Um baiano e alguns jogadores que tiveram passagens pela dupla BA-VI estão entre os mortos na tragédia com a delegação da Chapecoense, ocorrida na madrugada de hoje (29).

O baiano Sérgio Manoel está entre as vítimas da tragédia que deixou 76 mortos na queda do avião da Chapecoense. Natural de Xique-Xique, o volante de 27 anos nunca atuou no futebol baiano.

Baiano de Xique-Xique, Sérgio Manoel estava no avião da Chapecoense que caiu na Colômbia (Foto: Reprodução)

O atacante Ananias foi revelado pelo Tricolor e atuou no elenco que conseguiu o acesso à Série A, em 2010. O zagueiro Willian Thiego, também, teve passagem pelo time do Fazendão, em 2012.

Cria do Bahia, Ananias está entre as vítimas da queda do avião da Chapecoense na Colômbia | (Foto: Miro Palma/CORREIO)

Pelo Vitória, o meia oriundo da divisão de base, Arthur Maia, é uma das vítimas e estava na equipe catarinense por empréstimo. O ídolo rubro-negro da década de 70, Mário Sérgio, viajava no avião como comentarista da emissora FOX. Além do meia Cléber Santana e do volante Gil, que também atuaram pelo rubro-negro.

Meia Arthur Maia, formado no Vitória, estava emprestado à Chapecoense pelo time baiano e jogaria a final
(Foto: Cleberson Silva/Chapecoense)

Além dos atletas, o treinador da Chapecoense, Caio Junior, comandou os dois times baianos.

A Chapecoense estava em São Paulo após jogar contra o Palmeiras e saiu do aeroporto de Cumbica, em Guarulhos, na São Paulo, na noite de segunda (28), para disputar a primeira partida da final da Copa Sul-Americana, contra o Atlético Nacional, na quarta (30). Inicialmente, a delegação embarcou em um voo comercial de São Paulo até a Bolívia. Lá, o grupo pegou um voo da LaMia rumo à Colômbia.

Autoridades locais informaram que há 76 mortos e cinco sobreviventes. No voo estavam 81 pessoas, incluindo 72 passageiros e nove tripulantes. No total, eram 48 membros da Chapecoense, incluindo 22 jogadores, 21 jornalistas e três convidados, além da tripulação.

Segundo a imprensa local, a aeronave com o time catarinense perdeu contato com a torre de controle às 22h15 (local, 1h15 de Brasília) e caiu ao se aproximar do Aeroporto José Maria Córdova, em Rionegro, perto de Medellín.

A Conmebol cancelou a partida da primeira decisão da competição internacional, que seria realizada na quarta-feira (30), contra o Nacional de Medellín.