Justiça ordena prisão do ex-prefeito de Santo Amaro

Autor: Redação

Publicada em


FOTO: Reprodução

A liminar que concedia liberdade para o ex-prefeito de Santo Amaro, Ricardo Machado (PT), foi revogada nesta quinta-feira (3/4) pela 1ª Turma do Tribunal de Justiça (TJ-BA), que também ordenou a sua prisão. Caso não seja encontrado ou não se apresente espontaneamente, Machado será considerado foragido.

Machado é acusado de liderar esquema de corrupção que desviou cerca de 20 milhões da prefeitura da cidade de 2012 a 2016, numa rede de crimes que se estendeu para outros municípios do Recôncavo.

O ex-prefeito foi um dos principais investigados pela Operação Adsumus, deflagrada em 2016 pelo Ministério Público do Estado (MPE) para investigar desvios e fraudes em licitações e contratos da prefeitura de Santo Amaro. Ele estava em liberdade graças a uma liminar concedida pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ).

Na denúncia apresentada à Justiça, o MPE disse possuir  indícios de envolvimento direto de Ricardo nos casos de corrupção descobertos pela Adsumus, especialmente em contratos para compra de combustível, aquisição de material de consumo, eventos e obras nas áreas de Educação e Saúde.