Levantamento aponta redução de 42,7% no número de acidentes com vítimas fatais na RMS

Autor: Redação

Publicada em


Levantamento realizado pela Concessionária Litoral Norte (CLN), uma empresa do grupo Invepar, apontou uma queda de 42,7% no número de vítimas fatais na BA-099 no 1º semestre de 2019, em comparação com o mesmo período do ano passado. Para celebrar os bons números e em comemoração ao dia do motorista e do motociclista, celebrado respectivamente nos dias 25 e 27 de julho, a concessionária realiza ações na praça de pedágio com o objetivo de ampliar a conscientização dos condutores com relação à importância da segurança viária com a distribuição de panfletos durante todo o dia. O material trará orientações, dicas e a importância da prática de uma direção defensiva na estrada.

A redução significativa do número de acidentes fatais é um reflexo das ações constantes de melhorias na Estrada do Coco, como a implantação de projetos nas comunidades do entorno voltados à segurança viária, e da fiscalização da Polícia Rodoviária Estadual (PRE).

A parceria com a PRE inclui também o planejamento e o desenvolvimento de ações para diminuição de acidentes, discutidos em conjunto entre a CLN e a polícia através da análise de dados de ocorrência de acidentes, dos trechos com maior incidência e causas prováveis.

Programa Atitude Segura e Gentileza

Com o objetivo de preservar a vida e diminuir o número de acidentes, a partir do estímulo a atitudes responsáveis por todos os envolvidos no trânsito, a CLN lançou este ano o Programa Atitude Segura & Gentileza. A iniciativa tem o objetivo de sensibilizar moradores da região e demais usuários da rodovia BA 099 para comportamentos seguros no trânsito.

Por meio do Programa e em parceria com o Sesi (Serviço Social da Indústria), a concessionária já formou mais de25 professores de escolas da rede municipal de Camaçari e Mata de São João, em educação para o trânsito, como parte do Projeto Trânsito Legal. Nas aulas, eles aprenderam formas e métodos de abordar o tema com seus alunos. O projeto deve beneficiar cerca de 3 mil pessoas na região até o final do ano.

O programa está alinhado com a “Década de Ação pela Segurança no Trânsito (2011-2020)” da ONU (Organização das Nações Unidas), que visa reduzir em 50% a quantidade de vítimas de acidentes de trânsito. Para isso, realiza análise de dados e investigação, de forma a desenvolver estratégias que contribuam na redução dos acidentes e sua severidade, como ações de educação, engenharia e fiscalização.