Líder LGBT é brutalmente assassinado e tem genitália dilacerada, em Itororó

Autor: Redação

Publicada em


Foto: reprodução /Whastapp
Do Aratu Online, parceiro do Simões Filho Online

Um  crime bárbaro chocou os moradores da cidade de Itororó, sul da Bahia, na madrugada deste sábado (18/8). O ativista da causa LGBT, Marcos Cruz Santana, conhecido como “Marcos Tigrezza”, foi achado morto próximo à rodoviária da cidade. Conhecido como “Marquinhos Tigresa”, o ativista foi brutalmente assassinado.

Com vários sinais de golpes de faca no pescoço e na genitália, o corpo de Marquinhos foi encontrado, por volta das 2h30. Populares acionaram a polícia militar, que iniciou as investigações. O DPT de Itapetinga fez a remoção do corpo. Marquinhos que era homossexual e atuava divulgando eventos LGBT (Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis, Transexuais ou Transgêneros) em toda a região.

Por diversos anos, realizou a Parada Gay de Itororó. A polícia afirmou que ainda não recebeu nenhuma denúncia a respeito do ocorrido, mas, aguarda a qualquer momento que a população repasse alguma informação.