Major que confessou morte de esposa é exonerado do Corpo de Bombeiros

Autor: Publicado na Web

Publicada em


O major do Corpo de Bombeiros Valdiógenes Almeida Cruz Júnior, que confessou a morte da própria esposa, foi exonerado do cargo. A decisão foi publicada no Diário Oficial da Bahia no último dia 17 de maio, quatro dias depois do crime.

Almeida era subcomandante do 3º Grupamento de Bombeiros Militares (Iguatemi) e matou professora Sandra Denise Costa Alfonso, 40 anos. A vítima foi assassinada a tiros dentro da escola municipal Esperança de Viver, no bairro de Castelo Branco.

O militar se apresentou na Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) horas depois da ação. Na delegacia, ele entregou a pistola ponto 40 e confessou o delito. Ele alegou que o motivo do homicídio foi ciúmes, desencadeado depois de uma discussão conjugal por possível traição.

O corpo da vítima foi velado em Salvador e levado para Belém, onde foi enterrado.