Marcell Moraes é denunciado pelo conselho de veterinária e desabafa: “oportunistas”

Autor: Redação

Publicada em


Foto: divulgação/Site Oficial de Marcell Moraes

Do Aratu Online, parceiro do Simões Filho Online

O deputado estadual Marcell Moraes, do PSBD, foi denunciado pelo Conselho Regional de Medicina Veterinária da Bahia (CRMV), à Procuradoria Regional Eleitoral, por “indícios de abuso econômico em campanhas de castração e vacinação de animais realizadas em cidades baianas”.

De acordo com texto divulgado à imprensa pelo Conselho, “apurações conduzidas pelo CRMV apontam que o parlamentar pratica atos assistencialistas às vésperas da campanha eleitoral”. Além disso, outras duas denúncias contra o político foram protocoladas nos Ministérios Públicos Estadual (MP-BA) e Federal (MPF), na última segunda-feira (30/7), “por causa de atividades promovidas pelo parlamentar que colocam em risco a saúde animal, humana e ambiental”.

A presidente do CRMV, Ana Elisa Almeida, diz ainda que as campanhas de vacinação e castração realizadas por Marcell Moraes acontecem sem equipe capacitada e sem autorização prévia das respectivas vigilâncias sanitárias e anotações técnicas obrigatórias nas cadernetas de vacinação, “o que pode provocar danos à saúde do animal e interferir o controle de zoonose e a eficácia da campanha de cada município”.

Também no texto, o Conselho afirma que, nas ações promovidas pelo deputado, os resíduos provenientes dos procedimentos também são descartados de forma indevida. “São restos de tecidos dos animais, medicamentos, anestésicos, objetos perfurocortantes, entre outros, e que, caso não tenham a atenção adequada, podem causar sérios prejuízos ao meio ambiente”, pontua Ana Elisa.

Em conversa com o Aratu Online, parceiro do Simões Filho Online, por telefone, Moraes informou que está ciente das denúncias e chamou os veterinários do CRMV de “oportunistas”, por sempre “fazerem isso em época de eleição”, classificando tal feito como um “ato de desespero”.

“Fico muito triste, visto que o conselho não faz absolutamente nada em relação aos animais. Isso mostra que eu incomodo. Quando trago o Castramóvel, as clínicas tomam prejuízo. Por isso, sou visto como inimigo, mas digo e repito: ‘sou protetor de bicho, não de veterinário’”, salientou o parlamentar.

Marcell afirmou também que vai abrir uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) na Assembleia Legislativa da Bahia (Alba) para averiguar as contas do CRMV, “pois eles cobram um salário mínimo aos veterinários e não demonstram a prestação de contas. Quero descobrir o que fazem com tanto dinheiro”.

Por fim, em nota oficial enviada ao Aratu Online, parceiro do Simões Filho Online, na noite desta quarta-feira (1/8), o deputado garantiu que impetrará uma ação judicial contra o CRMV por calúnia e difamação.

ABAIXO-ASSINADO:

Ainda de acordo com o Conselho Regional de Medicina Veterinária da Bahia, as campanhas promovidas pelo deputado estadual são, inclusive, alvo de um abaixo-assinado elaborado por veterinários baianos. Os profissionais evidenciam no documento que as atividades são irregulares e têm claro cunho eleitoreiro.

O documento, que também é definido como “Carta de Repúdio”, ressalta que toda e qualquer campanha pública que envolve animais deve ser submetida ao Conselho Regional de Medicina Veterinária e à Vigilância Sanitária para que seja concedida a autorização.

Os veterinários enfatizam que os órgãos devem, inclusive, colaborar com o planejamento e a realização dos procedimentos para que as normas sejam cumpridas, a fim de garantir o bem-estar dos animais e a saúde pública.