Mecânico continua detido por estupro mesmo após enteada desmentir abuso

Autor: R7

Publicada em


Condenado pelo estupro da enteada, o mecânico Edmilson Gonçalves dos Santos teve o pedido de revisão criminal negado pelo Tribunal de Justiça, na quarta-feira (02), mesmo após a suposta vítima desmentir a acusação.

O pedido de revisão penal foi acolhido pelo desembargador Lourival Trindade, depois que a jovem desmentiu o estupro.

— Divergi porque entendi que com a retratação judicial da vítima, posteriormente, já na idade de 18 anos, era de grande valia sobre o aspecto probatório no sentido de inocentar o seu padrasto.   Mas, por oito votos a seis, os desembargadores mantiveram a decisão da relatora Ivete Caldas, que considerou Edmilson culpado mesmo após essa reviravolta no caso.

Diante do resultado negativo da soltura do mecânico, a mulher de Edmilson, que é mãe da suposta vítima, não conteve as lágrimas. Ela acredita na inocência de Edmilson, denunciado em 2009, quando a menina tinha 11 anos.

A suposta vítima, que agora tem 18 anos, desmentiu a falsa acusação de estupro e atribuiu a culpa da falsa denúncia ao pai biológico, que não aceitava a relação da ex-mulher com suposto acusado. Edmilson foi condenado e cumpre pena desde 2014, no presídio Lemos Brito, no bairro da Mata Escura, em Salvador.