Microsoft anuncia otimização de negócio e corte de 1850 empregos

Autor: Publicado na Web

Publicada em


A Microsoft anunciou planos para otimizar o negócio de hardware para smartphones, o que vai impactar até 1.850 empregos. Como resultado, a empresa vai registrar uma cobrança de restruturação e prejuízos de aproximadamente US$ 950 milhões, dos quais cerca de US$ 200 milhões vão se relacionar a verbas rescisórias.

“Estamos focando nossos esforços em telefones onde temos diferenciação — com empresas que valorizam a segurança, maneabilidade e nossa capacidade de variedade, e clientes que valorizam o mesmo”, declarou Satya Nadella (foto), CEO da Microsoft. “Continuaremos a inovar em dispositivos e em nossos serviços em nuvem para todas as plataformas móveis.”

A Microsoft antecipa que isso resultará na redução de até 1.350 empregos na Microsoft Mobile Oy na Finlândia, bem como até 500 empregos adicionais, em todo o mundo. Os funcionários que trabalham na Microsoft Oy, uma subsidiária de vendas da Microsoft separada com sede em Espoo, não estão no escopo das reduções planejadas.

Como resultado da ação, a Microsoft vai registrar uma cobrança no quarto trimestre do ano fiscal de 2016 relativa à diminuição da capacidade de ativos em seu segmento de Computação Mais Pessoa, relacionada a essas decisões sobre telefones.

Espera-se que as ações associadas com o anúncio de hoje sejam substancialmente concluídas até o final do ano calendário, e totalmente concluídas até julho de 2017, no final do próximo ano fiscal da empresa.

Mais informações sobre essas cobranças serão fornecidas no anúncio de lucros do quarto trimestre da Microsoft em 19 de julho de 2016, e no Relatório Anual de 2016 da empresa no Formulário 10-K.

A Microsoft é a empresa líder em plataforma e produtividade para o mundo “mobile-first, cloud-first”, e sua missão é capacitar cada pessoa e cada organização no planeta a atingir mais.