“Minha filha de 2 anos chora pra ir a escola”, diz mãe ao relatar falta de professores em Simões Filho

Autor: Leone

Publicada em


Os pais e alunos da rede pública da cidade de Simões Filho, na região metropolitana de Salvador, não estão nada satisfeitos com a atual situação das escolas administradas pelo município.

Desde o começo do ano letivo, o quadro de professores está incompleto e falta auxiliares. Por isso, os estudantes estão sendo prejudicados, muitos deles ainda estão sem aula, e os que frequentam a escola são obrigados a sair mais cedo. Esse é o caso de vários alunos da Creche Escola Reginaldo Ferreira dos Santos, localizada no Parque Continental.

Eles contam que estão passando por um transtorno, sem professores e sem auxiliares. “Minha filha de 2 anos chora pra ir a escola, mas não tem professor. As professoras que tinham era voluntárias, trabalharam seis meses sem remuneração. A direção teve que suspender as aulas porque não é justo elas fazerem um belíssimo trabalho com nossos filhos e não serem remunerados”, lamentou Maiara, mãe de aluna.

Outro pai indignado também conversou com a nossa equipe de reportagem e reforçou sobre a triste realidade da educação na rede municipal. “A situação da Creche Escola Reginaldo Farias está em total descaso pela atual gestão do município. Professores voluntários com supostas promessas de contratação que perduraram meses e alunos que nem vão mais a escola por falta de professores – essa é a nossa situação”, disse Cleidson, 31.

Até o momento ninguém sabe o que de fato está acontecendo porque nenhuma explicação sobre a situação que assola a educação foi dada pelos gestores. A Prefeitura passou a ser comandada em janeiro pelo prefeito Diógenes Tolentino (PMDB, que, com oito meses de gestão, ainda não conseguiu colocar merenda e professores em todas as escolas municipais.

Na última quarta-feira (30/8), o Prefeito anunciou investimento R$ 10 milhões que será utilizado para a reforma e requalificação das unidades de ensino da rede municipal. As obras estão previstas para serem realizadas no final do ano.