Moradores de Simões Filho continuam sofrendo para tomar vacina contra gripe

Autor: Simões Filho Online

Publicada em


[RoyalSlider Error] No post attachments found.

Longas filas de espera marcaram mais uma vez a procura por vacinas contra a gripe H1N1 em Simões Filho, nesta quarta-feira (4). A vacinação contra a gripe na rede pública começou desde o mês de abril, mas boa parte do grupo prioritário da população ainda não o conseguiu tomar a dose.

Moradores de disseram que alem das poucas fichas disponibilizadas, a falta de organização também é um problema. Desde o inicio da campanha, os postos de saúde de Simões Filho registram uma grande procura pela vacina da gripe. Apesar disso, o médico Drauzio Varella alerta que nem todo mundo precisa tomar a vacina. “Se você tem boa saúde, não está grávida, nem sofre de doenças crônicas que debilitam a imunidade, gripe a gente trata seguindo os conselhos da vovó. Repouso e canja de galinha. Em gente jovem, com a saúde em dia, o H1N1 é mais uma gripe”, apontou o médico.

Na rede pública, a vacinação está disponível apenas para o grupo prioritário, que inclui os idosos, a partir de 60 anos, crianças de 6 meses a menores de 5 anos, trabalhadores em saúde, mulheres grávidas ou puérperas – até 45 dias após o parto –, povos indígenas, portadores de doenças crônicas, população privada de liberdade, funcionários do sistema prisional e jovens e adolescentes de 12 a 21 anos sob medidas socioeducativas. O total dessa população na Bahia é de 3.268.957 pessoas.

Os imunobiológicos são comprados pelo Ministério da Saúde, que distribui para os estados. A Sesab, usando três caminhões com sistema de refrigeração distribui para as regionais de saúde, com partida de uma depósito localizado em Simões Filhos, na Região Metropolitana de Salvador. Cada município precisa ir nas regionais buscar o lote, que tem um percentual igual ao que o estado recebeu.

Na clínicas privadas, a vacina está custando, hoje, entre R$ 100 e R$ 160 em Salvador. Há clinicas, inclusive, que ainda nem abriram para a vacinação, mas já tiveram seus pedidos esgotados com o lote sendo vendido antecipadamente.