Simões Filho: Moradores decidem acionar Ministério Público contra Estado e Prefeitura

Os moradores estão cobrando uma ação urgente do Estado e da prefeitura.

Autor: Débora Souza

Publicada em



Após várias denúncias e sem receberem a mínima atenção dos poderes públicos, os moradores do bairro Ponto de Parada decidiram fazer um abaixo-assinado e ingressarem no Ministério Público Estadual, cobrando uma ação urgente do Estado e da prefeitura, para retirada imediata dos veículos e sucatas abandonadas que ficam próximos a 22ª Delegacia, na Rua General Labatut, em Simões Filho Região Metropolitana de Salvador (RMS).

Os moradores perderam o direito de colocarem seus veículos na garagem e principalmente  cerceando o direito de ir e vir, os veículos abandonados causam transtornos e riscos de diversos tipos de doenças como leptospirose, dengue, entre outras.

A dona de casa Sandra Silva, de 42 anos, moradora do bairro há 12 anos, conta que a situação além de está trazendo muitos riscos à saúde acarreta em diversos problemas de mobilidade.

“Enfrentamos diversos problemas, a rua só passa um carro por vez, e para as pessoas passarem pelo local é complicado, pois temos de dividir espaço com os carros que trafegam. Além de deixar a rua feia, esses carros se tornam foco de mosquito. Espero que algum órgão responsável, removam todas essas sucatas. Isso é um descaso das autoridades”, afirmou.

Ainda de acordo com os moradores, o sargento “Santos” um dos defensores desta ação, entrou em contato com o vereador, Sandro Moreira e o mesmo se comprometeu a encaminhar para casa legislativa, uma indicação para firmação de convênio entre a Prefeitura e o Estado para aquisição de uma área com monitoramento e segurança em virtude dos citados veículos e sucatas serem peças de inquérito policial.