MP confirma que tarifa de ônibus pode ser de R$ 4 em Salvador

Autor:

Publicada em


Foto: Aratu Online
Do Aratu Online, parceiro do Simões Filho Online

A promotora do Ministério Público da Bahia (MP-BA), Rita Tourinho, confirmou o adiamento no reajuste da tarifa de ônibus, na tarde desta terça-feira (12/3), após a segunda reunião envolvendo a Prefeitura e a Integra. Tourinho negou, no entanto, a informação de que os empresários do ramo de ônibus que circulam em Salvador têm o desejo que a tarifa seja reajustada de R$ 3,70 para R$ 4, mas que esse valor seria o ideal de acordo com estudo divulgado pela gestão municipal.

“Tem muito mais que o valor da tarifa sendo discutido. Um estudo apontou que o valor ideal para os custos da capital era de cerca de R$ 4, mas essa tarifa só entrará em vigor se vier acompanhado de uma série de mudanças”, garantiu a promotora.

A pauta tem “rendido” desde o final de 2018. A “novela” começou quando ACM Neto (DEM) anunciou que a tarifa não aumentaria no primeiro dia do ano, como aconteceu em 2017 e 2018. No mesmo mês, o prefeito garantiu que 300 ônibus estarão equipados com ar-condicionado em 2019. A declaração não foi bem vista pela oposição.

REAJUSTES SEGUIDOS

Caso os empresários e a Secretaria da Mobilidade Urbana de Salvador (Semob) cheguem a um acordo e o valor de R$ 4 seja confirmado, será o quinto ano consecutivo de reajuste da passagem, o que acontece desde 2015. Outro dado: entre 2009 e 2019 o valor mais que dobrou. Há 10 anos, os soteropolitanos pagavam R$ 2,20.

A atual gestão municipal, inclusive, foi a que menos aumentou o valor da tarifa dos coletivos nos últimos 20 anos, perdendo para a administração de Antônio Imbassahy (PSDB). Em oito anos, a equipe do tucano reacertou o valor por seis vezes. João Henrique, que também ficou à frente da Prefeitura por duas vezes, corrigiu seis vezes.