Mulher aplica golpes com falsas vagas de emprego na Região Metropolitana – Veja como o golpe era praticado

Autor: Simões Filho Online

Publicada em


A falsa promessa de emprego está entre as principais reclamações recebidas pelo Procon. Há muitas reclamações por publicidade enganosa contra algumas agências e consultorias de empregos. A crise econômica faz com que muitos desempregados acabem caindo em golpes de falsas agências de empregos e consultorias de recursos humanos, que tiram proveito do desespero de quem quer voltar para o mercado de trabalho.

Esse é o caso da estelionatária Olívia Santos de Souza. Ela é acusada de enganar centenas de pessoas oferecendo falsas vagas de emprego, na Petrobras.

No escritório que ela usava para aplicar os golpes, localizado em Abrantes, foram apreendidas 600 fichas de inscrições de candidatos interessados nas supostas vagas. Os policiais chegaram até ela ao apurar denúncias de mais de 100 vítimas, registradas na 26ª DT/Abrantes. Olívia costumava dizer às vítimas que tinha parentes influentes trabalhando na estatal. A mulher cobrava uma taxa de R$ 10 de cada candidato, valor que ela dizia ser referente aos custos com a parte burocrática.

Olívia já fora presa outras duas vezes por aplicar o mesmo golpe e para não ser descoberta usava documentos falsos.  A criminosa também é acusada de colocar a venda brinquedos, eletrodomésticos e celulares, receber o dinheiro e não entregar os produtos aos compradores.

A titular da 26ª DT/Abrantes, delegada Danielle Monteiro, informou ter conhecimento que Olívia lesou pessoas em Camaçari e também e outros municípios da Região Metropolitana de Salvador (RMS).

Olívia foi presa na última quinta-feira (27), por investigadores da 26ª Delegacia Territorial (DT), de Vila de Abrantes. Autuada em flagrante por estelionato, ela já foi encaminhada ao sistema prisional.