“Não dê munição ao canalha”: Bolsonaro se manifesta após soltura de Lula

Autor: Redação

Publicada em


"Não dê munição ao canalha": Bolsonaro se manifesta após soltura de Lula
“Não dê munição ao canalha”: Bolsonaro se manifesta após soltura de Lula

“Não dê munição ao canalha, que momentaneamente está livre, mas carregado de culpa”. Essas foram algumas das palavras que o presidente Jair Messias Bolsonaro (PSL) utilizou para legendar um vídeo publicado em suas redes sociais, neste sábado (9/11), alfinetando, sem citar nomes, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), que deixou a prisão, em Curitiba, nessa sexta-feira (8/11).

No vídeo, Bolsonaro enaltece o trabalho do ministro Sérgio Moro e diz que toda sua equipe iniciou, há poucos meses, o que chama de “nova fase de recuperação do Brasil”.

SOLTURA DE LULA

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) foi solto na tarde desta sexta-feira (8/11), na sede da Polícia Federal, em Curitiba, onde estava preso desde abril de 2018. Após decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) – de derrubar a prisão após condenação em segunda instância -, o juiz Danilo Pereira Júnior, da 12ª Vara Criminal Federal de Curitiba, aceitou nesta sexta-feira (8/11) o pedido da defesa do ex-presidente da República.

Na saída, Lula foi recebido pela namorada, a socióloga Rosângela Silva, e alguns aliados.

Condenado a 8 anos, 10 meses e 20 dias, em segunda instância, no caso do triplex do Guarujá, Lula ficou 1 ano e 7 meses preso na Superintendência da Polícia Federal (PF) de Curitiba. Agora, poderá recorrer em liberdade e a pena só voltará a ser cumprida após o trânsito em julgado.

PROTESTOS CONTRÁRIOS

Após a saída do ex-presidente Lula, o movimento “Vem Pra Rua” agendou manifestações por todo o Brasil, para este sábado (9/11). Na Bahia, um evento está marcado para a cidade de Ilhéus, na Praça do Teatro Municipal, com concentração às 10h. Clique aqui para ver a lista completa.

Em Salvador, um protesto se inicia às 9h, com concentração no Farol da Barra.