“Não merecia isso”, diz mãe de gerente morto em Salvador; Briga pode ter motivado o crime

Autor: Aratu Online

Publicada em


Do Aratu Online, parceiro do Simões Filho Online.

O corpo de Emanoel Brito Reis, de 30 anos, foi enterrado no início da tarde desta quinta-feira (25/1) no Cemitério do Campo Santo, em Salvador. Ele foi assassinado na última terça-feira (23/1), por volta das 23h50, próximo à pizzaria onde trabalhava como gerente, no bairro do Itaigara, em Salvador.

Meu filho não merecia isso. Era um menino trabalhador, direito. Destruíram com a família inteira, inclusive os irmãos. Será que esse pessoal que tirou a vida dele vai deitar no travesseiro e dormir?”, disse a mãe de Emanoel durante o velório enquanto era amparada pelo marido, José Camarino, padrasto da vítima.

Testemunhas disseram, ainda no enterro, que o homicídio pode estar relacionado com um problema no trabalho. De acordo com funcionários comandados por Emanoel, ele brigou com uma das trabalhadoras por ela apresentar atestado falso. Depois disso, ele teria começado a receber ameaças por um homem não identificado.

O caso já foi registrado no Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), que já começou a ouvir familiares e funcionários do gerente.