Pagamento de julho do Bolsa Família começa nesta quinta-feira (18)

Confira o calendário de pagamentos do Bolsa Família referente ao mês julho de 2019.

Autor: Simões Filho Online

Publicada em


Saber que a sua esposa e os dois filhos terão café da manhã, almoço e janta é uma das poucas certezas na rotina de Antonio Vicente da Silva Filho, de 39 anos. Mesmo desempregado há mais de um ano, ele consegue garantir a alimentação da casa desde janeiro de 2019, quando passou a receber o Bolsa Família. Neste mês, mais pessoas que precisam contarão com esse apoio do governo federal: novas famílias ingressarão no programa. O Ministério da Cidadania está repassando mais de R$ 2,6 bilhões para a folha pagamento de julho e o valor médio do benefício ficou em R$ 186,94.

Os saques começaram nesta quinta-feira (18/07) e vão até dia 31 de julho. Os pagamentos são feitos de acordo com o calendário, que tem como referência o último número do NIS, presente no cartão do Bolsa Família.

Calendário do bolsa família de Julho

Confira abaixo o calendário de pagamentos do Bolsa Família referente ao mês julho de 2019. Para verificar quando o valor do benefício estará disponível para saque, consulte no seu cartão qual o último número do NIS e utilize como referência as datas abaixo:

  • Final do NIS 1 – Pagamento em 18/07
  • Final do NIS 2 – Pagamento em 19/07
  • Final do NIS 3 – Pagamento em 22/07
  • Final do NIS 4 – Pagamento em 23/07
  • Final do NIS 5 – Pagamento em 24/07
  • Final do NIS 6 – Pagamento em 25/07
  • Final do NIS 7 – Pagamento em 26/07
  • Final do NIS 8 – Pagamento em 29/07
  • Final do NIS 9 – Pagamento em 30/07
  • Final do NIS 0 – Pagamento em 31/07

O valor pago a cada família varia de R$ 41 a 372,00, isso porque depende dos tipos de benefícios que a família está enquadrada. As famílias em situação de extremamente pobres, por exemplo, podem acumular o benefício “Básico”, o “Variável” e o “Variável Jovem”, até o valor máximo de R$ 372,00 por mês. Mas é importante informar que o valor médio pago a cada família é R$ 186,00.

O ministro da Cidadania, Osmar Terra, salienta que o pente-fino realizado pelo governo federal acabou com a fila de espera para fazer parte do programa – ou seja, todos os registrados no Cadastro Único para Programas Sociais que se enquadram no perfil estão entrando automaticamente para o Bolsa Família. Assim, há 20 meses ininterruptos – aproximadamente um ano e meio –, a família que se inscreve passa a receber o valor no mês seguinte.