Palhaço é confundido e abordado por homens armados após boatos no WhatsApp sobre sequestro de crianças na Região Metropolitana

.

Autor: Com informações do site Mais Região

Publicada em


Palhaço Nhu Nhu foi confundido (Foto: Reprodução)

Um homem que se veste de palhaço para trabalhar como animador infantil em um hotel resort, em Mata de São João, na Região Metropolitana de Salvador (RMS), passou por um grande constrangimento na manhã desta quinta-feira (27/9). Ele foi abordado e ameaçado por homens armados, depois que boatos sobre sequestro de crianças começaram a circular no WhatsApp. A mensagem que viralizou nas redes sociais informa que homens trajando roupa de palhaço, em um veículo estariam sequestrando crianças em vários pontos de Simões Filho, Salvador, Mata de São João, Dias d’Ávila, Pojuca e outras cidades da RMS.

A ABORDAGEM

O palhaço é chileno e reside atualmente em Imbassaí. Ele é conhecido popularmente como ‘Nhu Nhu’. Segundo ele, o fato aconteceu quando ele estava chegando a um ponto para pegar o ônibus da empresa, mas o palhaço acabou perdendo o carro, foi nesse momento que ele decidiu ir caminhando para o trabalho. “Achei estranho que havia uma senhora que estava na frente e ficou olhando e saiu praticamente correndo. Quando estou subindo a ladeira um carro me fechou e homens armados tentaram me bater e apontaram uma arma para mim”, disse o palhaço ao site Mais Região.

O animador infantil caminhando em direção ao hotel onde trabalha (Foto: Divulgação/leitor via WhatsApp)

Segundo o palhaço, durante a ação, os homens que estavam armados questionavam o porquê dele está sequestrando crianças. “Um homem me falou que ele tinha três filhos e queria saber porque eu estava fazendo aquilo. Foi quando eu tirei meu crachá e mostrei que trabalhava no hotel e comecei a chorar e gritar por socorro”, ressalta.

No final da abordagem, um funcionário do hotel apareceu e esclareceu os fatos com os homens. “Em cima da ladeira havia um funcionário do hotel, estava numa moto, foi quando ele desceu e eu subi chorando. Ele conversou com os caras e eu fui trabalhar”, conta.

Depois do episódio, o palhaço afirmou que pretende tomar cuidado para não ser vítima de uma notícia falsa, mais conhecida como Fake News. “Eu faço muita animação de palhaço na rua e juntamente neste sábado eu iria fazer uma animação na igreja de Imbassaí, depois do que aconteceu farei a animação, mas não estarei vestido de palhaço. Toda Fake News pode provocar uma dúvida nas pessoas esse é meu temor”, diz.

Fake News

Nas últimas semanas, boatos sobre sequestros de crianças estão se espalhando por meio de áudios via WhatsApp causando pânico em pais e familiares. O SIMÕES FILHO ONLINE recebeu diversas mensagens e áudios relatando situações em Simões Filho, Salvador e São Francisco do Conde. Através do WhatsApp do SIMÕES FILHO ONLINE, alguns pais contam que não estão deixando seus filhos saírem sozinhos de casa, mudando a rotina das crianças ou andando armados com facas e canivetes para proteger os pequenos.

O SIMÕES FILHO ONLINE entrou em contato com as autoridades para apurar a veracidade dessas informações. A assessoria de comunicação da 22ª Companhia Independente de Polícia Militar informou que não existe registro de sequestros de crianças como as mensagens descrevem. De acordo com o Tenente Bastos, as gravações compartilhadas pelo aplicativo de mensagens são falsas e não passam de boatos.

Em um dos áudios, um homem afirma que duas crianças teriam sido sequestradas no bairro Simões Filho 1 por dois homens vestidos de palhaço em um carro. Ao Simões Filho Online, o Tenente Bastos, informou que nenhuma ocorrência do tipo foi registrada pela 22ª Delegacia Territorial de Simões Filho. “Tomamos conhecimento dos boatos a respeito de um suposto carro que estaria sequestrando crianças e verificamos junto a 22ª Delegacia Territorial aonde não foi constatado nenhuma ocorrência do tipo. Salientamos que o mesmo ‘Fake News’ está circulando em diversos bairros de Salvador o que nos leva a crer que alguém de má fé está disseminando essas notícias falsas”, explicou o Tenente Bastos, acrescentando que “a PM se coloca à disposição de toda comunidade simoesfilhense para juntos superarmos qualquer mal”, pontuou.

Em nota, a SSP-BA disse que não existe caso registrado ou indicio de sequestro de crianças. Explica ainda que o fato comunicado na Delegacia de Plataforma, em Salvador, após apuração inicial, é inverídico.

Confira o vídeo que o palhaço gravou falando sobre o que aconteceu: