PIS 2016 – Confira tabela do Pis 2016 e novas regras de pagamento

Autor: Simões Filho Online

Publicada em


O Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) identifica, todo ano, milhões de trabalhadores e trabalhadoras aptos ao recebimento do abono salarial do Programa de Integração Social (PIS). O Pis é atualmente, o os benefício social mais esperado pelos trabalhadores brasileiros, pois trata de um décimo quarto salário para milhões de pessoas. O benefício, equivalente a um salário mínimo vigente na data do pagamento, deve ser sacado pelo trabalhador de acordo com o calendário (ordenado por nascimento), divulgada pela Caixa. O novo calendário de pagamento do Pis 2016/2017 e do PASEP 2016 já estão disponível e o valores serão pagos ainda neste mês de julho.

Com a crise em alta e o desemprego atingindo grande parte da população brasileira, o Pis/Pasep 2016-2017 é esperado por muitos trabalhadores como meio de colocar as contas em dia. Por isso, é importante ficar de olho! A tabela do PIS já foi divulgada. O calendário de pagamento PIS/PASEP 2016/2017 ficará da seguinte forma.

Quem nasceu de julho a dezembro, recebe o benefício neste ano (2016) e os nascidos entre janeiro a junho, no primeiro trimestre de 2017. Os valores do Pis começaram a ser pagos ainda esse mês, a data inicial de pagamento é no próximo dia 28. Mas quem é correntista da Caixa Econômica Federal, receberá o beneficio no dia 26, os valores vão estar creditados na conta. A estimativa é que este ano 22,3 milhões de trabalhadores tenham direito ao benefício, que começa a ser pago a partir de 28 de julho.

Novas regras

As regras aprovadas pelo Congresso Nacional associam o valor do benefício ao número de meses trabalhados no exercício anterior. Assim, quem trabalhou um mês no ano-base 2015 receberá 1/12 do salário mínimo, e não 100% como determina a regra vigente até junho de 2016.

Quem tem direito ao Abono?

Tem direito ao Abono Salarial quem recebeu, em média, até dois salários mínimos mensais, com carteira assinada, e exerceu atividade remunerada durante pelo menos 30 dias em 2015.

Como sacar o Abono?

Para sacar o benefício, o trabalhador deve estar cadastrado no Programa de Integração Social (PIS), ou no Programa de Formação do Patrimônio do Servidor Público (Pasep), há pelo menos 5 anos. O empregador precisa ter relacionado o empregado na Relação Anual de Informações Sociais (RAIS), entregue ao Ministério do Trabalho.

O que são o PIS e o PASEP?

O PIS e o Pasep são contribuições sociais feitas pelas empresas para financiar os benefícios do Seguro-Desemprego e do Abono Salarial. O PIS é destinado a funcionários de empresas privadas, regidos pela Consolidação das Leis do Trabalho (CLT), e o Pasep, aos servidores públicos.

O que é o PIS
Muito mais que um número. Com o Programa de Integração Social (PIS), o empregado da iniciativa privada tem acesso aos benefícios determinados por lei e ainda colabora para o desenvolvimento das empresas do setor.

O pagamento do PIS é feito na Caixa Econômica. Para correntistas, o crédito cai direto em conta e quem não possui conta-corrente poderá sacar em um agência, desde que apresente documento de identificação válido com foto. Já o Pasep é feito diretamente por meio de crédito em conta no Banco do Brasil.

Como verificar se tenho direito

Para saber se tem direito ao recebimento de um salário mínimo, o trabalhador pode ligar no 0800 726 0207 ou fazer a consulta pelo site da Caixa. Correntistas da banco recebem o crédito do pagamento diretamente nas suas contas.

Veja a tabela do PIS 2016: