PIS 2019/2020: Pagamento do novo Abono Salarial está perto de iniciar

Autor: Simões Filho Online

Publicada em


PIS 2019/2020: Pagamento do novo Abono Salarial está perto de iniciar
PIS 2019/2020: Pagamento do novo Abono Salarial está perto de iniciar

Os pagamentos do PIS 2019/2020 estão perto de iniciar. A informação chega em uma boa hora para os brasileiros que vão receber o  dinheiro extra.

Sabemos que em um ano bastante conturbado, um dinheiro extra cai bem, pois, a maioria das pessoas usa o pagamento do PIS para pagar dívidas atrasadas, consertar o carro, fazer um passeio com a família ou para guardar na caderneta de poupança.

Seja qual for o plano, a espera dos trabalhadores brasileiros por esse benefício anual é muito grande.

É importante lembrar que  já está em vigor as novas regras do PIS aprovadas pelo Congresso na MP 665. As novas determinações associam o valor do benefício ao número de meses trabalhados, ou seja, quem trabalhou um mês não receberá um salário mínimo.

Sendo assim, o valor a ser recebido é proporcional aos meses efetivamente trabalhados. Veja os exemplos abaixo:

Exemplo: R$ 998,00 salário mínimo, se a pessoa trabalhou 4 meses no ano base receberá R$ 333,00, se trabalhou 5 será R$ 416,00 e assim por diante.

Veja o calculo de como ficará o valor que você vai receber do PIS 2019/2020, tendo em vista o salário minimo atual de R$ 998,00. Quem trabalhou um mês receberá R$ 84,00; 2 meses, R$ 167,00; 3 meses, R$ 250,00; 4 meses, R$ 333,00; 5 meses, R$ 416,00; 6 meses, R$ 499,00; 7 meses, R$ 583,00; 8 meses, R$ 666,00; 9 meses, R$ 749,00; 10 meses, R$ 832,00; 11 meses, R$ 915,00; e, por fim, quem trabalhou todos os 12 meses do ano base receberá R$ 998,00.

O que é o PIS 2018

O PIS foi iInstituído pela Lei n° 7.998/90 e todos sabem que esse Abono Salarial equivale ao valor de no máximo um salário mínimo a ser pago conforme calendário anual estabelecido pelo CODEFAT aos trabalhadores que satisfaçam os requisitos previstos em lei.

Quem tem direito ao Abono Salarial?

Para ter direito é simples, basta o trabalhador:

  • Estar cadastrado no PIS há pelo menos cinco anos;
  • Ter recebido remuneração mensal média de até dois salários mínimos durante o ano-base;
  • Ter exercido atividade remunerada para Pessoa Jurídica, durante pelo menos 30 dias, consecutivos ou não, no ano-base considerado para apuração;
  • Ter seus dados informados pelo empregador (Pessoa Jurídica) corretamente na Relação Anual de Informações Sociais (RAIS).

Como sacar?

Os pagamentos do PIS 2019 e PIS 2020 são ordenados de acordo com o mês de nascimento do trabalhador, e os valores do benefício variam de R$ 84 a R$ 998, dependendo do tempo de trabalho durante o ano-base.

Para sacar, o trabalhador que possui o Cartão Cidadão e senha cadastrada pode ir a uma casa lotérica, a um ponto de atendimento Caixa Aqui ou aos terminais de autoatendimento da Caixa.

Caso não tenha o Cartão Cidadão, o valor pode ser retirado em qualquer agência da Caixa, apresentando o documento de identificação.

Para as pessoas que são correntistas da Caixa Econômica Federal, os valores serão creditados na conta.

Então quando estiver nada de pagamento, para quem está ansioso aguardando, não custa nada tirar um extrato e conferir.

Também pelo telefone é possível confirmar se os valores já foram creditados, basta conferir o saldo no telefone 0800 726 0505, opção 2.

Saiba tudo sobre o PIS

Tabela de pagamento

O Governo Federal e a Caixa Econômica Federal já estão trabalhando para divulgar o Calendário de pagamento que é definido por Resolução do Conselho Deliberativo do Fundo de Amparo ao Trabalhador – CODEFAT.

Os pagamentos do PIS 2019/2020 sempre inciam no final de julho e segue durante os meses de agosto, setembro, outubro, novembro, dezembro. Já os nascidos entre janeiro e junho, têm o recurso disponível para saque a partir de 2020.

Veja calendário

Vale lembrar que o calendário oficial, elaborado pelo Codefat, ainda não foi divulgado. O calendário acima é apenas uma estimativa com base em anos anteriores. Mais informações