PMs perseguem e matam economista em Salvador, diz testemunha

Autor: Aratu Online

Publicada em


Do Aratu Online, parceiro do Simões Filho Online

Um homem identificado como Márcio Perez, de 42 anos, foi morto a tiros durante uma perseguição de policiais militares, na noite de quarta-feira (19/9), no bairro Costa Azul, em Salvador. Ele foi atingido por pelo menos dois tiros e capotou o veículo que dirigia, onde também estava sua namorada, que não se feriu.

Uma testemunha que, por enquanto, não quer se identificar, diz que os agentes foram realizar uma abordagem, sem o giroflex ligado. Neste momento, a vítima deu partida no carro, sem ter notado que se tratavam de policiais. Se iniciou então, a perseguição, com tiros, e Márcio capotou o carro na altura do bairro Costa Azul, em um canteiro.

A vítima perdeu o controle da direção do veículo. Foto: Alana Rocha/TV Aratu

A vítima foi encaminhada para uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA), mas não resistiu. A informação passada pelos militares foi de que se tratava apenas de um acidente de carro. Entretanto, Márcio possui perfurações no corpo, o veículo possui marcas de tiros, e na rua foram encontradas cápsulas.

Marcas de tiros encontradas no veículo. Foto: Alana Rocha/TV Aratu

O corpo dele se encontra no Instituto Médico Legal (IML) de Salvador e a testemunha foi levada para a Corregedoria da Polícia Militar para prestar depoimento.

O comandante da Companhia Independente da PM que cobre a área do Costa Azul – a 39ª CIPM -, major Edson Lima, disse que a situação envolveu uma guarnição da 58ª CIPM, localizada em Cosme de Farias, bairro distante cerca de nove quilômetros da região. A corporação disse, por nota, que vai instaurar um inquérito para apurar a ocorrência.

A polícia diz que, na ação, foi acionada após informações de assaltos no bairro do Costa Azul. Houve acompanhamento de um veículo suspeito e disparos de arma de fogo.

Márcio era formado em direito, empresário e consultor. Sua família mora na Espanha, para onde ele estava programava se mudar nos próximos meses.