Polêmica: ex-panicat diz que vai processar emissora de TV por assédio moral e sexual

Autor: Universo

Publicada em


Foto: Wikimedia Commons

A ex-panicat Carol Dias, que fazia parte do programa “Pânico na Band”,  declarou em entrevista ao programa “Fofocalizando”, do SBT, nesta terça (26/3), que irá processar a antiga emissora por assédio moral e sexual. Ela contou que passou por experiências “traumáticas” durante o período em que trabalhou no humorístico, e que toma remédios até hoje.

“Uma vez eu fui gravar com um produtor de externa e quando disse que namorava o diretor respondeu: ela não namora, eu tenho cliente. Uma outra situação é que eu estava mais ‘cheinha’ e eu tive que escutar uma diretora falar que eu merecia cartão vermelho porque estava gorda e cheia de celulites. Eu chorei. Isso me marcou muito”,, revelou a ex panicat.

Carol afirmou que foi constrangidas várias vezes por diretores do “Pânico”, e que não se manifestou sobre isso na época pois tinha medo de perder o emprego. Apesar das críticas, a morena contou que não teve problemas com o apresentador da atração, Emílio Surita: “Ele era super educado, mas sempre foi um cara resguardado, me tratava bem”.