Polícia afirma que ataques com seringa são feitos por mais de uma pessoa

Autor: Bocão News

Publicada em


Mais de uma pessoa podem estar por trás dos ataques com seringas que ocorrem há quase um mês em Salvador, de acordo com a Polícia Civil. Oito casos foram registrados em delegacias, no entanto a Secretaria da Saúde do Estado (Sesab) contabiliza 10 atendimentos no Hospital Couto Maia, na capital baiana.

O diretor do Departamento de Polícia Metropolitana (Depom), o delegado Carlos Habib, que está à frente das investigações, afirmou nesta segunda-feira (24), que a falta de informações precisas impede a identificação do suspeito. “A gente não tem uma convergência de informações. Cada delegacia conduz sua própria investigação. A gente tem certeza que não se trata da mesma pessoa, até porque as características físicas são muito divergentes apontadas pelas vítimas entre uma pessoa e outra. Estamos buscando imagens, tanto de via pública, como de entidades particulares”, contou.

Ainda na oportunidade, o delegado afirmou que uma das vítimas deu informações suficientes para a confecção de um retrato falado. O caso foi registrado na 12ª Delegacia, em Itapuã. Segundo a polícia, o retrato falado feito com base nas informações da vítima ouvida na delegacia ainda está no Departamento de Polícia Técnica (DPT) e deve ser divulgado. Informações sobre o caso podem ser enviadas para polícia através do Disque – Denúncia (3235-0000) ou para 190. Não é necessário identificar-se.