Polícia alerta para site falso aplicando golpe pelo Detran

Autor: Redação

Publicada em


Polícia alerta para site falso aplicando golpe pelo Detran
Polícia alerta para site falso aplicando golpe pelo Detran

Polícia alerta para site falso aplicando golpe pelo Detran. Portanto, fique atento.

“Pesquisei sobre a empresa na internet e não tinha nada de errado. Tinha até nome de leiloeiro cadastrado. Nos cadastramos e, como não conseguíamos dar os lances, liguei para o número que estava disponível no site, recebemos uma senha e participamos do lance. Recebemos fotos, placa, renavam e chassis. Nós arrematamos os carros e eles enviaram os boletos para o pagamento, que deveria ser feito em 24 horas”, conta Melo ao Portal IG.

Histórias como essa se tornaram tão comuns que a Associação da Leiloaria Oficial do Brasil (Aleibras) lançou um mapeamento de sites falsos para criar uma espécie de lista negra para os usuários. Até o momento, já são mais de 200 endereços cadastrados e disponibilizados para a polícia paulista.

No caso registrado em Santos, o endereço que constava no site era de uma empresa de reciclagem. Uma funcionária do estabelecimento, que preferiu não ser identificada, confirmou que pelo menos 10 outras pessoas procuraram o endereço anteriormente em 2019 em busca de carros supostamente arrematados.

Apesar de identificada com nomes de leiloeiros reais, as páginas têm origem a partir da clonagem de informações profissionais. É o que explica o presidente da Associação Brasileira de Leiloeiros Públicos Oficiais Judiciais (Asbralej), Clecio Oliveira de Carvalho, cujo site também foi alvo de estelionatários e envolveu golpes de mais de R$ 300 mil.

Este ano, a Polícia Civil já alertou a população sobre a existência de uma página falsa na internet que promove supostos leilões on-line de veículos retidos pelo Departamento de Trânsito (Detran).

O site falso solicita dados pessoais do interessado e número de cartão de crédito, além de apresentar veículos de luxo com preços muito abaixo do praticado, o que geralmente atrai a atenção do possível comprador. Em outros casos até boletos são emitidos para que o participante do suposto leilão efetue o pagamento.

O Detran ressalta que os leilões oficiais não são organizados por empresas privadas. Os leilões do órgão são realizados diretamente pelas comissões de leilão das Circunscrições Regionais de Trânsito.

Geralmente, no site oficial do Dentran são publicados os editais dos leilões com as datas dos eventos, além de uma descrição dos veículos com direito à circulação e sucatas de veículos (automóveis e motocicletas), que foram removidos e não procurados por seus proprietários no prazo estabelecido pela lei.

Formas básicas para que se evite virar vítima desses casos.

Veja com seus próprios olhos
Para evitar cair nos golpes, antes de pagar qualquer valor, visite o pátio onde estariam os veículos oferecidos.

Não é terra de ninguém
A pessoa que recebeu dinheiro na conta e quem criou o site podem pegar até 5 anos de prisão pelo crime de estelionato. Se for uma organização criminosa, a pena aumenta por formação de quadrilha.

Desconfie sempre
O perfil das vítimas é o mesmo: os interessados vão ao buscador do Google e acessam sites aparentemente confiáveis. De lá, acabam acessando os sites clonados.

Como funciona um leilão do Detran

Os veículos que vão a leilão são aqueles apreendidos por infração à legislação de trânsito ou recuperados de furtos e roubos, e que o proprietário não providenciou a retirada no prazo de 60 dias, conforme legislação.

Depois desse prazo, o veículo passa por uma vistoria e, se não houver impedimento legal, pode ser levado a leilão. Terminado o último prazo, o edital de leilão do veículo é publicado, informando o local e o dia em que será realizado.

Antes do leilão, os pátios abrem as portas para a visitação dos interessados em conhecer os veículos, que são classificados como sucatas servíveis com motor inservível, sucatas servíveis com motor servível, sucatas inservíveis ou veículos conservados. As sucatas servíveis só podem ser adquiridas por empresas dos ramos de desmonte, de venda de peças usadas ou de reciclagem. As sucatas inservíveis são destinadas exclusivamente a pessoas jurídicas do ramo de siderurgia. Os veículos conservados podem ser adquiridos por pessoas físicas ou jurídicas.

Depois do leilão, a pessoa que arrematou o veículo recebe um Documento de Arrecadação Estadual (DAE) com vencimento em três dias. Após o pagamento é feita a desvinculação de impostos, taxas, multas e restrições financeiras, para que o veículo seja entregue ao novo dono sem nenhum outro ônus, exceto o seguro obrigatório (DPVAT).

Em aproximadamente 30 dias, a documentação do veículo, que inclui a carta de arrematação e o alvará de liberação, é entregue ao comprador. No caso de veículos conservados, o comprador deverá realizar as adequações e reparos para que o veículo volte a circular. Para mais informações sobre o leilão de veículos no site do Detran.