Polícia analisa imagens de PM baleado no hospital de Simões Filho

Autor: A Tarde | Foto: Lúcio Távora | Ag. A TARDE

Publicada em


O delegado Ciro Carvalho Palmeira, titular da 22ª DT (Simões Filho), informou nesta segunda-feira, 12, ter solicitado imagens de câmeras de segurança que auxiliarão na identificação do autor dos tiros que feriram um policial militar e um soldado do Corpo de Bombeiros dentro do Hospital Municipal de Simões Filho.

O atentado ocorreu por volta das 20h30 de domingo, 11, quando um homem armado invadiu a área de emergência da unidade. Após efetuar os disparos, o criminoso pegou a pistola do PM e fugiu em um Siena branco. Alvejado no rosto, o policial, identificado como cabo Silva, atuava em seu turno de trabalho. Já o bombeiro, que estava fora de serviço, tentou reagir, mas acabou atingido no braço.

“É algo que não é comum acontecer. Estamos nas ruas com auxílio de uma equipe do DHPP a fim de chegar a autoria e a motivação dessa situação. Se a intenção era apenas subtrair a arma do policial ou não”, afirma Palmeira. Segundo ele, devido à audácia da ação, possivelmente mais dois ou três comparsas deram cobertura ao atirador.

Acharam o carro

O Departamento de Comunicação Social (DCS) da PM informou que o militar recebeu atendimento médico no próprio Hospital Municipal de Simões Filho e, em seguida, foi regulado para o Hospital do Subúrbio. A reportagem apurou que o militar está lúcido e não corre risco de morte. O soldado, do Corpo de Bombeiros, atendido na mesma unidade, teve alta na mesma noite.

Conforme nota encaminhada pela corporação, uma guarnição da Companhia Independente de Policiamento Especializado (Cipe) Polo Industrial localizou o veículo Siena usado na ação. O carro, de placa clonada, estava numa localidade conhecida como Rua 20 do Canal, no bairro Gleba A, em Camaçari.