Polícia prende em Simões Filho suspeitos de matar o cabeleireiro Valdir Macário

Autor: Simões Filho Online

Publicada em


Valdir foi assassinado a tiros dentro do seu estabelecimento, localizado na Avenida Vasco da Gama. (Foto: Reprodução)

Dois suspeitos de envolvimento na morte do cabeleireiro Valdir Macário foram presos na manhã desta quarta-feira, 11, em Simões Filho, na Região Metropolitana de Salvador.

De acordo com o Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), um dos detidos, Edgar Silva Santos, o “Chocolate”, é apontado como mandante do homicídio, que aconteceu no dia 12 de novembro do ano passado.

O outro preso é Patric Ribeiro Tupinambá, que, segundo a polícia, participou da execução do cabeleireiro. Valdir Macário foi morto dentro do seu salão de beleza na frente de colegas e clientes, na Vasco da Gama.

Não há informações sobre a motivação do crime, mas a principal linha de investigação é que o assassinato estaria relacionado à tentativa de homicídio sofrida pelo irmão de Valdir, Reginaldo Manoel da Silva. Ele foi baleado após um suposto envolvimento com a mulher de Chocolate.

A prisão da dupla aconteceu depois da divulgação das imagens deles. Segundo a polícia, outras duas pessoas participaram da ação contra Valdir. Elas ainda não foram identificadas.

O crime

Valdir Macário, 45 anos, foi assassinado a tiros no dia 12 de novembro de 2016, dentro do próprio salão, em um prédio empresarial na avenida Vasco da Gama, em Salvador. De acordo com a Polícia Militar, o crime ocorreu por volta das 19h30. O cabeleireiro foi enterrado no dia seguinte, dia 13, no cemitério do Campo Santo, na Federação