Prepare o bolso para o aumento da tarifa de ônibus em Simões Filho e Região Metropolitana

Usuários devem se preparar para o aumento na tarifa de transporte coletivo nos ônibus da Região Metropolitana

Autor:

Publicada em


 Foto: Jerffeson Brandão/Simões Filho Online – SFO

A população de Simões Filho e de municípios da região metropolitana da capital baiana que dependem do transporte coletivo deve preparar o bolso. O aumento na tarifa de transporte coletivo nos ônibus metropolitanos deve acontecer entre janeiro e fevereiro de 2015.

 

A Agência Estadual de Regulação de Serviços Públicos de Energia, Transportes e Comunicações da Bahia (Agerba), estuda reajustar o valor da tarifa dos ônibus municipais da Região Metropolitana.

 

Em entrevista exclusiva ao Simões Filho Online, o Diretor executivo da Agerba, Eduardo Pessôa, disse na manhã desta sexta-feira (02), que um estudo para aumento da tarifa dos transportes de responsabilidade da Agerba, já está sendo elaborado e será encaminhado na próxima semana ao Governador do Estado Rui Costa para avaliação. Pessôa, no entanto, não divulgou quando o aumento vai acontecer, nem quanto vai custar à nova tarifa.

 

Ainda segundo Eduardo, o estudo visa mostrar a defasagem do valor das tarifas cobradas atualmente em todo Estado. Alem do aumento nos ônibus metropolitanos, o estudo deve sugerir ao novo Governador, o aumento em todas as linhas que operam no transporte intermunicipal de passageiros na Bahia.

 

Simões Filho
A Empresa Expressa Metropolitano, concessionária da linha de Simões Filho, disse que aguarda apenas a autorização da Agerba para o aumento. A empresa também não revelou o valor exato do aumento, mas especulou que as tarifas devem ficar R$ 0,20 centavos mais altas em Simões Filho, seguindo o mesmo percentual de aumento que teve na Capital baiana.

 

Em Salvador, os usuários de ônibus da capital baiana já estão pagando uma tarifa mais cara. A passagem passou a custar R$ 3,00 nesta sexta (02).

 

A AGERBA fiscaliza 53 empresas concessionárias e permissionárias, que operam as 1.357 linhas e serviços do transporte intermunicipal de passageiros. São cerca de 3.350 veículos cadastrados que transportam mais de dez milhões de passageiros por mês.