Qual o melhor peixe para comer, de água doce ou salgada?

Autor: Redação

Publicada em


Seja no almoço com a família ou no cardápio do restaurante, os peixes são uma ótima opção e agradam grande parte dos paladares. Mas você já se perguntou qual a diferença entre os pescados de água doce e água salgada? Ou qual o peixe ideal para cada prato? Qual o mais nutritivo?

Seguindo a nossa série de conteúdos voltados para a Semana do Peixe Atacadão, a seguir você verá algumas dicas básicas para escolher o melhor pescado para os seus pratos. Confira!

1 – Características dos peixes de água doce

Geralmente os peixes de água doce são menores e têm suas carnes mais gordurosas. Outra característica é a alta concentração de vitaminas e nutriente. A tilápia é um belo exemplo desse benefício. Conhecida por ser rica em nutrientes, vitaminas e minerais, como selênio, fósforo, potássio, vitamina B12, niacina e vitamina B6.

2 – Características dos peixes de água salgada

Diferentemente dos pescados de água doce, os peixes de água salgada são maiores e possuem a carne leve, mais salgada e menos gordurosa. Algumas espécies como o salmão e o atum são ricos em ômega 3, principal característica das espécies que se desenvolvem no mar.

3 – Cozido ou assado?

A forma como o peixe será preparado pode influenciar diretamente na ação dos nutrientes do alimento no nosso organismo. A opção mais saudável de consumir o pescado é cozido ou assado.

Se você optar por cozinhar o peixe os mais indicados são: tainha, truta, namorado, cação, badejo, pescada, linguado, salmão, merluza e cambucu.

Dica de parceirão: se for cozinhar no vapor aposte em temperos como limão, sal, pimenta dedo de moça ou grão preta, salsa e alho poró. Eles deixarão o seu prato ainda mais saboroso.

Já para assar os melhores peixes são: salmão, robalo, cambucu, corvina, dourado, pacu e pintado.

Dica de parceirão: para que seu peixe não fique ressecado, regue-o com os temperos e envolva em vegetais, como alface e couve, na hora de assar.

***Dica do Atacadão