Quando haverá sorteios do Minha Casa Minha Vida em Simões Filho?

Autor: Redação

Publicada em


O Minha Casa Minha Vida é o maior Programa Habitacional da história. Isso porque esse é um dos poucos programas que faz o financiamento de moradia popular, usando parcerias que constituiu com Prefeituras.

Em Simões Filho, já foram entregues 6.930 apartamentos durante a administração do ex-prefeito Eduardo Alencar (PSD), divididos em 12 conjuntos habitacionais construídos entre os anos de 2010 e 2016.

Déficit em Simões Filho

O programa federal Minha Casa, Minha Vida reduziu significativamente o déficit habitacional no Simões Filho. Entre os empreendimentos que já foram entregues estão: Residencial Preto Velho, Residencial Parque Bela Vista I e II, Residencial Ipitanga, Residencial Alvorada, Residencial Parque Universitário I e II, entre outras unidades.

Fraudes

A chuva de denúncias de irregularidades nos imóveis do programa ‘Minha Casa, Minha Vida’, em Simões Filho, sempre ocorreu, mas o fato que nem a Caixa Econômica Federal, nem a Prefeitura, investigaram. Aparentemente, nem mesmo a vistoria tem preocupado que ousa fraudar o programa. Apesar da vistoria, a falha na gestão do programa continua permitindo que as irregularidades não tenham fim. Os anúncios das vendas estão espalhados pela internet, sem discrição, inclusive, o mesmo residencial fiscalizado hoje tem propagandas veiculada em rede social de compra em venda. As ofertas são atraentes, afinal, são imóveis baratos, à venda sem burocracia, como diz uma publicação em um grupo de vendas: “Tá no precinho”.

O problema é que esses apartamentos são financiados pela faixa I do programa Minha Casa Minha Vida. Os beneficiários que têm rendimentos mensais até R$ 1.800, ou seja, aqueles considerados da primeira faixa do Programa, não podem comercializar ou alugar a residência antes de terminar o prazo do financiamento, que é de 10 anos.

Muita pessoas estão escritas em Simões Filho

Milhares de pessoas estão inscritas no Programa Minha Casa, Minha Vida em Simões Filho, e ainda sonham com a casa própria.

Promessas

Ao final da gestão do ex-prefeito Eduardo Alencar, mais de 7 mil novas unidades habitacionais do Programa Minha Casa, Minha Vida, segundo a imprensa local, tiveram projetos encaminhados pela prefeitura para a Caixa Econômica Federal (CEF) e Governo Federal, mas até o momento, não há nenhum empreendimento liberado para construção.

Os novos residenciais tinham até nomes e localização. São eles: O Residencial Cedro Sapucaia, em Santa Rosa, com 1800 apartamentos; o Residencial Rosas com 1800 apartamentos; o Residencial Monte Sinai, também em Santa Rosa, com 1.500 aparatamentos. O destaque ficaria para os conjuntos habitacionais que estariam localizados na Avenida Walter Aragão, o Residencial  Colina I, II, III, com 2.200 apartamentos.

A expectativa era de que os empreendimentos fossem erguidos durante a gestão do Prefeito Dinha Tolentino (MDB).

Novos apartamentos.

Em 2018, na Bahia, o único município contemplado com novas unidades habitacionais do MCMV foi Salvador com 960 unidades, distribuídas em três residenciais diferentes: Residencial Franco Gilberti, Residencial Novo Mane Dende e Residencial Sol Nascente II.

A Faixa beneficiada é a 1 do Programa Minha Casa, Minha Vida, que atende famílias com renda mensal de até R$ 1,8 mil, com subsídio de até 90% do valor do imóvel, com o restante do valor a ser pago pelo beneficiário em até 120 prestações de, no máximo R$ 270, sem juros.

Simões Filho

Quando haverá sorteios do Minha Casa Minha Vida em Simões Filho?

A resposta é: não se sabe quando, pois não há empreendimento em construção no município.

Orientação da Caixa

Quem quiser se inscrever na Faixa 1 do Programa Minha Casa, Minha Vida deve seguir as seguintes recomendações.