Quantos empréstimos um aposentado do INSS pode fazer ao mesmo tempo e o valor?

Quantos empréstimos um aposentado do INSS pode fazer ao mesmo tempo e o valor?
Quantos empréstimos um aposentado do INSS pode fazer ao mesmo tempo e o valor?

Quantos empréstimos um aposentado do INSS pode fazer ao mesmo tempo e o valor?

Não existe momento mais aguardado do que a merecida aposentadoria. Você trabalha anos contribuindo para previdência para ter o querido “descanso” remunerado. Mas, como a vida muda o tempo inteiro, podem surgir imprevistos financeiros, emergenciais, ou você simplesmente pode querer realizar aquele sonho de muito tempo. Para lidar com essas situações, muitas vezes é preciso ter um dinheiro extra e uma alternativa é o empréstimo para você aposentado.

Par quem não sabe o empréstimo consignado tem suas parcelas mensais descontadas automaticamente do pagamento de aposentados e pensionistas do INSS. No entanto, muita gente não sabe quantos empréstimos podem ser feitos ao mesmo tempo.

>Aumento do teto do INSS em 2021: Veja o que deve mudar no valor das aposentadorias e pensões

Qual a porcentagem de desconto das parcelas do empréstimo?
Os descontos devem sempre respeitar a margem consignável. Sendo assim, cada um pode ter mais de um empréstimo simultaneamente, mas dentro de limite imposto pelo governo. Sendo assim, aposentados e Pensionistas do INSS podem usar 35% de seu benefício para virar parcela mensal.

Quer saber quantos empréstimos é possível ter e até quanto pode pegar? Entenda como os contratos são aprovados e saiba se você ainda tem direito a novos empréstimos. Confira!

>Mãe e filhas utilizam documentos falsos para sacar benefícios do INSS

Empréstimo Consignado para Aposentados e Pensionistas do INSS

  • Desconto direto em folha de pagamento;
  • Taxa de juros mais barata;
  • Prazos maiores para pagamento;
  • Liberação de crédito sem consulta ao SPC ou SERASA;

>Aposentados e pensionistas: 12 situações que o INSS não permite e 9 coisas liberadas

Quantas parcelas deve ter um empréstimo de um aposentado?
A taxa de juros do empréstimo consignado para aposentados e pensionistas do INSS de 1,80%, enquanto a taxa para o cartão de crédito é de 2,70%. Os aposentados ou pensionistas poderão parcelar seus empréstimos para pagar em até 84 meses.

Quantos empréstimos posso tomar ao mesmo tempo?
Cada beneficiário do INSS pode tomar até nove empréstimos ao mesmo tempo, desde que, no total, comprometa no máximo 35% de sua renda (30% com empréstimo pessoal e 5% com o cartão de crédito consignado, que também é descontado direto da conta bancária).]

>5 erros de aposentados e pensionistas do INSS na hora de cuidar do dinheiro

Veja exemplos de valores | Até quanto posso pegar?
A partir da margem consignável é possível saber o valor máximo da parcela de uma empréstimo. Assim, por exemplo, se um Aposentado ganha R$1.500,00 como benefício líquido, pode gastar mensalmente até R$450,00 com a(s) parcelas de um empréstimo. Sendo assim, ele pode pegar até 37 mil para pagar em 84 parcelas mensais.

Se um contrato ativo se aproximar deste valor, os demais empréstimos só podem ser contratos no valor da parcela correspondente a diferença. Portanto, se o empréstimo atual tiver parcelas de R$300,00, o valor máximo das demais parcelas é de R$150,00. Esse valor pode ser referente a um ou mais contratos. Sendo assim, pode acontecer de um Aposentado ou Pensionista ter somente um empréstimo aprovado.

>CAS aprova mudança que rende salário melhor que o atual para os aposentados: entenda

Tome muito cuidado com o empréstimo
Para evitar o endividamento sem necessidade, é recomendável utilizar o crédito consignado apenas quando necessário, como recomenda Juliano Pontes, especialista em finanças pessoais: “Um empréstimo exige planejamento. É muito importante lembrar que enquanto o contrato estiver valendo, a aposentadoria ou pensão serão menores”. Tendo, portanto, um planejamento mínimo, é possível utilizar qualquer empréstimo como um recurso estratégico.

>Conheça 10 erros do INSS que pode gerar grana extra para aposentados e pensionistas

Organize as finanças e corte gastos
Muitas vezes, a necessidade do empréstimo não vem de um problema pontual, mas, sim, de hábitos de consumo que fazem o dinheiro faltar todo mês, afirmou a educadora financeira Cintia Senna, da Associação Brasileira de Educadores Financeiros (Abefin). “O valor do consignado é descontado da aposentadoria, que ficará reduzida todo mês. Aquele orçamento, que já não estava sendo suficiente, vai ficar menor ainda por um bom tempo”, afirmou.

Com a aposentadoria menor e os gastos acima do orçamento, será questão de tempo para o dinheiro faltar novamente, e o aposentado buscar mais empréstimos. Portanto, antes de pegar um consignado, é preciso olhar para as despesas e ver onde dá para cortar.

>Descontos voltam a acontecer direto no salário do aposentado e pensionista do INSS

Veja mais