Sefaz gera R$ 557 mil em autuações na Ceasa de Simões Filho

Entre as irregularidades encontradas pela Sefaz estão vendas e estocagem de mercadorias sem nota fiscal

Autor: Simões Filho Online

Publicada em


Um mês após o início da operação Concorrência Leal, iniciativa da Secretaria da Fazenda do Estado (Sefaz) para coibir a prática de sonegação fiscal e a comercialização irregular de mercadorias, na Ceasa de Simões Filho, foram gerados R$ 557,9 mil em autuações fiscais, referentes a 70 notificações. As irregularidades encontradas pelo fisco estadual relacionam-se principalmente a vendas e estocagem de mercadorias sem nota fiscal e a entregas a destinatário diferente do previsto em nota.

A operação foi deflagrada a pedido de empresários estabelecidos na Ceasa de Simões Filho que vinham se sentindo prejudicados pela atuação de sonegadores no centro de vendas e em suas imediações. A Concorrência Leal consiste na realização de plantões do fisco para aferir a regularidade da documentação fiscal das empresas e o recolhimento de impostos, com ênfase em produtos como bebida quente, refrigerante, cerveja, charque, material de embalagem, material de limpeza, carnes, frios, laticínios, água mineral, farinha de trigo, pescado, embutido e biscoito.

O diretor de Administração Tributária da Região Metropolitana de Salvador, Antônio Freitas, ressalta que, além de coibir a prática de sonegação fiscal, a ação é importante para combater a concorrência desleal. “Quem deixa de pagar os impostos tem vantagem competitiva ilegal com relação aos contribuintes que cumprem com as suas obrigações”, explica.