Sem professores, alunos de escola municipal em Simões Filho são prejudicados

.

Autor: Redação

Publicada em


Alunos de escola municipal em Simões Filho, na região metropolitana de Salvador (RMS), enfrentam os transtornos causados pela falta de professores na rede municipal de ensino. Foi registrado por pais de alunos o rodízio de dias de aulas para turmas no Centro Educacional Elshaday, localizada no bairro Simões Filho 1.

“Não tem aula dia de segunda-feira e sexta-feira. Só tem aula terça, quarta e quinta-feira. Esta semana, minha sobrinha só vai ter aula quarta. É brincadeira”, desabafa, a dona de casa Wilma Santos, 40 anos, acrescentando que essas faltas é prejudicial demais para sua sobrinha de 10 anos de idade que faz parte da turma do 4º ano do ensino fundamental.

O problema da falta de professores comprometeu o aprendizado durante todo o ano de 2017, e este ano, a educação parece seguir o mesmo caminho, de acordo com os pais de alunos.

“Quando tem aula, é a diretora que fica tomando conta da turma. Coloca um deve no quadro e sai para resolver outros problemas. Aí fica difícil”, desabafa.

SIMÕES FILHO ONLINE entrou em contato com a assessoria de comunicação da Prefeitura Municipal de Simões Filho e o órgão explicou que uma professora da unidade de ensino teria pedido afastamento do cargo. A assessoria também informou que a Secretaria de Educação já enviou um novo professor e normalizou a situação nesta segunda-feira (20/8) na unidade escolar. O órgão ainda esclareceu que em nenhum momento os alunos ficaram sem aula. No entanto, essas informações é contestada pela tia de uma das alunas, que informou que a sobrinha não foi a escola hoje, e não recebeu nenhum comunicado da direção informando que as aulas seriam normalizadas.

VEJA MAIS NOTÍCIAS DE SIMÕES FILHO