Simões Filho: 30 minutos de chuva deixa comerciantes desesperados no Mercado Municipal; “Estamos abandonados”

Autor: Redação

Publicada em


Que a situação do Mercado Municipal de Simões Filho vai de mal a pior nos últimos anos não é novidade para ninguém, mas, a cada dia que passa a sensação de abandono e o risco de acontecer uma tragédia aumenta ainda mais para os permissionários e clientes que circulam naquele local. [Veja vídeo no final da matéria]

Na tarde desta segunda-feira (03/12), por exemplo, menos de 30 minutos de chuva forte foi o suficiente para deixar o estabelecimento comercial completamente intransitável. E esta não é a primeira vez que isso acontece.

Com a tempestade repentina, muitas pessoas foram pegas de surpresa e entraram em desespero. Em um vídeo gravado por um comerciante é possível perceber as condições precárias nas quais o estabelecimento se encontra.

Um buraco se formou no piso central e muita água começou a escoar do que deveria ser um bueiro, para dentro do mercado, deixando os transeuntes ilhados. Goteiras por toda estrutura do telhado molhou mercadorias e espantou clientes. Ainda no vídeo, um senhor pedia socorro às autoridades competentes para que tomassem alguma providência.

“Cadê o Ministério Público da cidade? Olhe para isso. O Mercado Municipal de Simões Filho pede socorro, cadê esse prefeito irresponsável? É brincadeira?”, indagou um cidadão com tom de indignação.

Em outro vídeo gravado também por uma feirante, a permissionária mostra o estado de calamidade em que as pequenas barracas comerciais se encontram. Tábuas quebradas e lonas rasgadas são quem protegem as mercadorias.

Revoltada, a mulher manda um recado para o prefeito Diógenes Tolentino e para sua esposa, deputada eleita, Kátia Cristina: “O prefeito Dinha e a mulher dele, deputada, olhem nossa situação aqui nesta barraca. Toma vergonha prefeito, onde é que você está que disse que ia fazer por a gente assim que sentasse na cadeira?”, revelou a mulher.

A comerciante também se lembrou da situação do telhado, que no último dia 02 de novembro, feriado de finados, uma parte veio abaixo, colocando a vida de dezenas de pessoas em risco. Por sorte, o fluxo de clientes e feirantes era pequeno no momento do incidente, justamente por se tratar de um feriado.

“O telhado do mercado está desabando, em senhor prefeito. Saia do gabinete e venha no mercado vê como é que está a situação da gente. Isso é uma vergonha. Se a gente não corre ia perder as mercadorias todas”, comentou ela.

Veja um dos vídeos: