Simões Filho: A caverna do mito

Uma análise detalhada sobre o município que tem a 5ª maior economia da Bahia

Autor: Panorama de Notícias

Publicada em


José Ribeiro da Costa, Dirigente Sindical dos Comerciários/ Licenciado em História. Faz Analise política de Simões Filho Bahia.

Escrito por: José Ribeiro da Costa – Uma população que se deixa governar por mais de duas décadas por duas únicas pessoas tem o governo e governante que merece ou de fato Simões filho é um caso a parte com hábitos e prazeres estranhos. Uma cidade prospera bem localizada estrategicamente. Este jeito e gosto para sofrer do povo da nossa cidade vêm de onde? O que provoca o desejo de não ter nada de qualidade!

Quando lembramos em Simões Filho ser uma cidade de potencial, mas quando nós olhamos enxergamos uma cidade feia, e ARMENGADA sem evolução urbanística ou arquitetônica com suas obras na base da invasão e de construção de puxadinhos.

Dá se a impressão que nunca apresentaram ENGENHARIA, ARQUITETURA para os gestores públicos, a mais de duas décadas de domínio politico impositivo.

Tendo nossa cidade em sua geografía com seus relevos acidentados uma boa oportunidade para se realizar intervenções arquitetônica e urbanística buscando nos oferecer uma cidade mais agradável e bonita.

O povo da nossa cidade no seu grau de consciência do bom e do ruim, que entende o belo e o feio, paladar como o doce e o amargo, com a audição tendo barulho ao sussurro, não é  perceptível do quanto é fácil entender quanto nossa politica é feia, amarga e barulhenta, deixamos de experimentar alternativas que não seja repetitivas ou do mesmo núcleo de dominação.

Ratos loucos por migalhas são os poucos que sobrevivem do nada, passam por tremendas dificuldades, mas fazem de tudo para repetir a presença de políticos ultrapassados desconhecedores das inovações tecnológicas. Este povo apreciadores de migalhas são os maiores culpados pelo nosso atraso, de infraestrutura, tecnologías avançadas, pois estes garante o poder aos retrógados.

Como podemos observar que todos querem o poder, mas nenhum mostra a capacidade técnica de gestão, observem as ações do vice-prefeito atual e sonhador em ser prefeito em 2016, quando alegam ser o culpado em instalar uma feira ridícula que mais parecia um acampamento do que ação de negocio voltada para prejudicar o comercio local e os trabalhadores comerciários que moram e trabalham aqui.

Realmente os gestores públicos de Simões Filho juntamente com a cidade precisam sair da escuridão da caverna, enxergarem o conhecimento e a evolução constante que acontece no mundo e aplicar em nossa cidade, atitude de quem improvisou aquele acampamento ridículo no meio da praça da bíblia não entende que espaço publico não se deve destinar para obtenção de lucro e prejudicar a população local, estigmam do puxadinho e serviços inacabados uma de suas marcas prevaleceu.

* José Ribeiro da Costa, Dirigente Sindical dos Comerciários/ Licenciado em História. Faz Analise política de Simões Filho-Bahia. Publicações no Site Panorama de Noticias – www.panoramadenoticias.com.br