Simões Filho: Além da humilhação na fila, milhares de pessoas têm apenas dois banheiros sujos para utilizar na biometria

.

Autor: Redação

Publicada em


Imagem feita as 19 horas desta terça-feira (19/02) – Final da fila está na Praça Bíblia

Se no início estava ruim, quem deixou para a última hora o recadastramento biométrico está sofrendo muito mais para conseguir fazer o procedimento obrigatório. Mesmo assim, em Simões Filho, 31 mil (cerca de 39% de todo o eleitorado) pessoas não regularizaram sua situação. Agora, há mais três chance para fazer o serviço – quarta, quinta e sexta-feira.

A revisão biométrica extraordinária teve início no dia 5 de novembro de 2018. Desde então, o Tribunal Regional Eleitoral da Bahia (TRE-BA) registrou um pouco mais de 48 mil atendimentos. O atendimento segue até esta sexta-feira (22/2), sem previsão de prorrogação.

Para complicar ainda mais a situação do eleitorado simõesfilhenses, na reta final, o TRE suspendeu o atendimento no Fórum Josaphat Marinho. Desta forma, a unica opção para a população é o posto do Mini Shopping Nilmar, localizado na Rua C, número 60, no Loteamento Encanto das Árvores. Rua que fica na lateral do SAC.

Mais sufoco

A situação não está fácil para ninguém. A utilização de dois banheiros químicos tem sido dificultada pela falta de higienização do local. Sem aparentemente ninguém para realizar a limpeza das unidades implantadas pela prefeitura há uma semana, a sujeira impregnada nas cabines não ajuda.

“O banheiro está horrível. Dois banheiros para milhares de pessoas usarem. Esse prefeito tá de brincadeira com a cara da gente. Tá todo sujo, aquele fedor. Falta de respeito – é humilhante”, reclamou.

Até de longe era possível ouvir reclamações sobre o local. Uma senhora contou que é necessário um certo malabarismo para a mulher usar o banheiro público por conta da sujeira.

Imagem feita às 19 horas desta terça-feira (19/02) – Final da fila está na Praça Bíblia