Em Simões Filho, ao lado de Eduardo Alencar, Rui fala de VLT e qualidade de vida

Autor: Redação

Publicada em


“O início das obras do VLT está cada vez mais perto, e pelo menos 200 mil usuários por dia vão poder programar o deslocamento e ter mais tempo pra ficar com a família.” O anúncio foi feito pelo governador Rui Costa, candidato petista à reeleição, nesta segunda-feira (24), ao chegar a Simões Filho, última cidade do dia da caravana Correria pela Bahia. Ao lado dos candidatos a deputado Eduardo Alencar (PSD), a vice-governador, João Leão (PP), e a senador, Jaques Wagner (PT) e Angelo Coronel (PSD), além de Otto Filho, Rui concluiu mais uma etapa da caravana que já passou por 110 cidades. A partir de amanhã, retoma a correria para visitar mais 15 municípios, desta vez nos territórios de identidade Vale do Jiquiriçá e Irecê.

A caravana iniciou a caminhada em Simões Filho,  na Praça da Bandeira. De rua em rua, muita dança, abraços e selfies, Rui , Alencar, Wagner, Coronel e Otto Filho interagiram com o povo. São muitos os compromissos assumidos para a Região Metropolitana de Salvador (RMS) nos próximos quatro anos, incluídos no Programa de Governo Participativo (PGP 2018).

Citada por Rui, a implantação do Veículo Leve sobre Trilhos / Monotrilho de Salvador a Simões Filho visa melhorar as condições de mobilidade e ampliar o acesso da população ao Subúrbio. Com propulsão elétrica, sem emissão de agentes poluentes que prejudicam o meio ambiente, o VLT será equipado com ar-condicionado e wi-fi. O investimento total é previsto em R$ 1,5 bilhão, para cerca de 20 km de extensão, com 22 estações, integrado ao sistema de metrô e de ônibus.

Na saúde, Rui vai implantar uma policlínica na região, para serviços de apoio diagnóstico e atendimentos ambulatoriais especializados. “Com um investimento entre 22 a 24 milhões de reais, conseguimos realizar 90% dos exames, para um povo que estava acostumado a esperar mais de um ano por atendimento”, destaca o candidato à reeleição. Também entre as propostas, Rui vai expandir as linhas de produção da Bahiafarma e ampliar o sistema de abastecimento de água.